Emocionalmente não foi fácil, diz Bia Maia após vitória do Brasil

Omar Erre


Beatriz Haddad Maia comemorou a vitória da equipe do Brasil na Billie Jean King Cup, neste fim de semana. Representando o país, Bia conquistou duas vitórias no confronto contra a Argentina, ajudando o Brasil a se garantir nos qualifiers da competição em 2023.

"Muito feliz de ter conseguido trabalhar bem. Emocionalmente não foi um confronto fácil, eu estava, sim, mais tensa e mais nervosa, mas estou feliz que conseguir conduzir bem mentalmente e sair com a vitória", analisou Bia, que venceu Nadia Podoroska (204ª do mundo) e Maria Lourdes Carle (161ª) em suas duas partidas.

"É muito bonito ver o espírito de competitividade entre dois países, jogando em alto nível e na América do Sul. Isso é muito bacana para o tênis sul americano, acho que mostra o quanto a gente está evoluindo. Também queria parabenizar toda a nossa equipe, jogadoras e comissão técnica, pelo trabalho nesta semana", completou a brasileira.

Com isso, Bia encerra a melhor temporada da sua carreira. Em simples, a paulistana iniciou 2022 na 83ª posição e escalou no ranking conseguindo grandes resultados na temporada, finalizando o ano como a 15ª melhor tenista do mundo. Bia foi campeã dos WTA 250 de Nottingham e Birmingham e também do WTA 125 de Saint Malo, além de finalista do WTA 1000 de Toronto.

Já nas duplas, Bia foi campeã do WTA 250 de Nottingham e do WTA 125 de Paris, e finalista no Australian Open e no WTA 1000 de Guadalajara, além de ter se classificado no WTA Finals como uma das oito melhores duplas da temporada, feito inédito para o tênis feminino brasileiro, e ter terminado o ano na 13ª posição do ranking.