"Emocionado", Djokovic reencontra público em Melbourne em jogo exibição contra Kyrgios

Pela primeira vez desde a sua deportação no ano passado, Novak Djokovic reapareceu nesta sexta-feira "emocionado" diante o público de Melbourne, que se entregou ao astro sérvio e ídolo local Nick Kyrgios durante uma partida beneficente de exibição antes do Aberto da Austrália.

As arquibancadas lotadas na Rod Laver Arena, com forte presença da comunidade sérvia, explodiram em gritos e aplausos quando Djokovic voltou à quadra onde venceu nove Grand Slams.

"Muito obrigado, me sinto um pouco emocionado agora, para ser honesto. Eu realmente queria voltar a esta quadra", disse 'Nole' antes do jogo, cuja ovação rivalizou com a do ídolo local em decibéis.

"Esta é a quadr e o estádio onde guardo as melhores memórias da minha carreira profissional", acrescentou no final do jogo, após o qual passou cerca de 15 minutos atendendo o público.

O sérvio, que havia saído nesta semana de um treino contra Daniil Medvedev devido a um desconforto físico, apareceu com um pequeno curativo na perna, mas disse que se sentia "bem".

O australiano também sofreu problemas no tornozelo na preparação para este Grand Slam que começa na segunda-feira.

A partida gerou grande expectativa em Melbourne e os quase 15.000 ingressos, cuja renda será revertida para instituições de caridade, se esgotaram em apenas 58 minutos.

Novak e Nick não decepcionaram e encantaram o público por mais de uma hora com trocas de alto nível, brincadeiras venenosas entre eles e golpes implausíveis, como o famoso saque baixo de Kyrgios, que Djokovic tentou imitar sem sorte.

"Como é que você faz?", perguntou o sérvio após um golpe que acabou na rede.

Embora o resultado tenha sido o menos importante, ambos disputaram um set curto antes de jogar um desempate em que também participaram os paraolímpicos David Wagner e Heath Davidson e que Kyrgios venceu.

O sérvio e o temperamental australiano tiveram um relacionamento frio no passado, que parece ter sido consertado depois que Kyrgios apoiou Djokovic durante seu processo de deportação.

Os dois se enfrentaram na última final de Wimbledon, na qual o sérvio conquistou seu 21º Grand Slam.

dbh/pm/aam