Emocionado com o primeiro gol, Felipe Melo exalta a união do grupo

A vitória sobre o Mirassol por 2 a 0 foi ainda mais especial para o torcedor do Palmeiras. Um dos momentos mais esperados pelos alviverdes foi concretizado. Felipe Melo marcou seu primeiro gol com a camisa do clube e imitou um pitbull, elemento característico em suas comemorações.

O gol saiu de um escanteio batido pelo lado direito do ataque, em cobrança extremamente feliz de Michel Bastos, que colocou a bola na cabeça do companheiro. Felipe se mostrou emocionado com sua façanha, mas preferiu dividir os méritos.

- Muito feliz com a vitória, como sempre eu glorifico o nome do rei Jesus por ter me capacitado, por ter capacitado o Michel, que meteu uma bola tão bacana na minha cabeça, sem palavras, muito emocionado, meus filhos estão aí, meus pastores, glórias a Deus por esse gol e essa vitória - comemorou.

Na comemoração, o volante atravessou o campo para se dirigir para próximo do setor no qual a torcida organizada do Palmeiras fica presente durante as partidas. Como era previsto, o pitbull apareceu e Felipe Melo prometeu repeteco.

- Sempre que fizer gol, vai ter. Foi assim na Turquia, foi assim na Inter de Milão, em todos os clubes que passei. Graças a Deus eu estou podendo contribuir, quando eu cheguei, cheguei para somar, para aprender também, a gente tem feito isso aí - comentou.

Ao dividir os méritos do gol e da vitória com seus companheiros, Felipe Melo fez também questão de exaltar a união do grupo, que viu em campo jogadores que não vinham atuando como Rafael Marques e Erik. Segundo o volante, esse laço criado entre os jogadores vem fazendo a diferença no clube.

- Diferentemente de outros clubes pelos quais passei, que tinham grandes jogadores, mas não tinha uma amizade, aqui a gente tem grandes jogadores que se gostam. Acho que isso faz a diferença. De quando o companheiro erra, a gente apóia e quando a gente erra, o companheiro apóia. Acho que tem que ser recíproco isso. Um cai e o outro ajuda, faz parte, faz parte da vida, a gente tem conseguido entender isso aí, hoje o Palmeiras tem criado uma família, a gente está vindo de uma sequência bacana de vitórias, mas vai ser assim quando perder, não somos máquinas, eu acho que isso tem feito o Palmeiras ser grande, isso que tem feito o Palmeiras crescer - declarou.

O Palmeiras volta a campo neste sábado, contra o Osasco Audax, às 16h, no Allianz Parque, em jogo válido pela 11ª Rodada do Paulistão-2017.













E MAIS: