Emissora usa imagens inadequadas para definir países na abertura da Olimpíada

·1 min de leitura
Emissora MBC cometeu gafes durante abertura da Olimpíada de Tóquio (Foto: Patrick Smith/Getty Images)
Emissora MBC cometeu gafes durante abertura da Olimpíada de Tóquio (Foto: Patrick Smith/Getty Images)

A emissora MBC, da Coreia do Sul, errou mais de uma vez durante a transmissão da abertura da Olimpíada de Tóquio. Na tentativa de caracterizar países como Itália, Ucrânia, Haiti e Noruega com imagens, houve desrespeito. Para a Ucrânia, por exemplo, foi usada uma imagem da fábrica nuclear de Chernobyl.

Os italianos, entre os citados, tiveram o problema mais leve: uma imagem de uma pizza acompanhou a delegação. A Noruega, no entanto, recebeu uma imagem de um salmão, enquanto o Haiti foi caracterizado com um levante.

Leia também:

Não demorou muito para que o caso ganhasse a internet. A repercussão negativa fez a emissora recuar do posicionamento e se desculpar com todos os países afetados pela representação.

"Imagens e legendas inadequadas foram usadas para apresentar algumas histórias. Pedimos desculpas a esses países, incluindo a Ucrânia e nossos telespectadores", disse a MBC, por meio de comunicado.

Outros países, como as Ilhas Marshal e a Síria também foram afetados. Para a primeira, a definição foi: "Antes um local de teste nuclear para os Estados Unidos". Já a última foi legendada como um país em que "uma guerra civil está em andamento há 10 anos".