Embalado com Milton, Vasco decide vaga para final do Carioca com o Flu

Cruz-Maltino encara o atual campeão nacional, às 16h, no Allianz Parque, em seu
primeiro jogo na competição. Nenê crê que é uma boa chance de o time mostrar sua força

O técnico Milton Mendes é um dos responsáveis pelo crescimento do Vasco na temporada. Ele assumiu o time na terceira rodada da Taça Rio com apenas dois pontos e o levou ao título do segundo turno do Carioca. Conhecido por ser estudioso e um bom estrategista, o treinador ainda não perdeu desde a sua chegada e conseguiu organizar a equipe, arrumando principalmente a defesa. Com isso, o Cruz-Maltino chega confiante para o duelo contra o Fluminense, neste sábado, às 19h, no Maracanã, valendo vaga na final do Estadual.

Milton está no clube há pouco tempo, completou um mês na última quinta-feira. No entanto, o grupo entendeu rápido suas ideias e com isso evoluiu no ano. Em boa fase, o zagueiro Rafael Marques contou que o treinador mudou os treinos e elogiou a sua filosofia de trabalho.

- Ele mudou a forma de treino. Cada treinador tem a sua filosofia de trabalho e o Milton chegou aqui implantando a dele. A maneira como ele dá os treinos, que se preocupa com a parte defensiva, com nossos meio-campistas e atacantes. Ele separara momentos do treino para corrigir cada setor. Depois ele faz o conjunto para ver se a gente assimilou tudo o que ele pediu – comentou o defensor.

Em seis jogos com o treinador, o Vasco ganhou quatro e empatou dois. Muito criticada no início do ano, a defesa cresceu e levou apenas dois gols nesse período. Um detalhe importante é que isso aconteceu no clássico contra o Flamengo, no dia 26 de março, quando o time já estava com um a menos com a expulsão de Luis Fabiano. O Cruz-Maltino ainda não tem um nível de atuação brilhante, mas a postura da equipe é outra em campo. Com comprometimento, palavra-chave no trabalho de Milton, os jogadores se entregam muito durante as partidas.

Na partida contra o Flu, Milton vai reencontrar Abel Braga, que já foi seu treinador em Portugal. O técnico vascaíno não poupou elogios ao adversário e revelou que aprendeu muito com ele.

- Eu gosto do Abel, da postura que ele tem. É um treinador vencedor, onde vai faz história. Ele é um técnico, que dizem que é de uma geração mais velha, mas ele é um cara atualizado. A equipe dele joga bonito, de um jeito diferente, em velocidade. Isso são coisas do futebol atual. Só tenho a dizer coisas boas dele. Trabalhamos juntos em Portugal, eu como jogador. Eu acredito que o Abel me ensinou muito. Me ensinou em espírito de grupo, forma de trabalho… só coisas boas – contou Milton.









E MAIS: