Após vitória na Argentina, Santos defende liderança contra o Estudiantes

EFE

Santos (SP), 23 abr (EFE).- Líder do grupo 6 da Taça Libertadores depois de ter vencido o Estudiantes por 1 a 0 em Quilmes, há três semanas, o Santos defenderá a posição no topo da tabela em novo confronto com o time argentino nesta terça-feira, desta vez na Vila Belmiro.

O Peixe soma seis pontos, dois a mais que o adversário desta terça e do Real Garcilaso, que está em terceiro lugar devido ao saldo de gols. O Nacional do Uruguai, que eliminou a Chapecoense na segunda fase preliminar, é o lanterna, com apenas dois pontos.

O time dirigido por Jair Ventura tem inclusive a chance de se garantir nas oitavas de final já nesta semana, com duas rodadas de antecipação. Para isso, precisará vencer em casa e torcer para que o Nacional superou o Garcilaso na quarta-feira, em Montevidéu.

No fim de semana, o Santos foi derrotado pelo Bahia com um gol nos minutos finais, o que quebrou uma sequência de três vitórias. Apesar da proximidade com o confronto pela Libertadores, Jair Ventura foi a Salvador com os titulares.

"Agora temos que pensar no Estudiantes porque vamos disputar uma decisão. Somos os líderes do grupo e enfrentaremos um adversário direto pela classificação", destacou o treinador, que negou que a vitória obtida na Argentina dê algum favoritismo ao Santos nesse segundo duelo.

"É uma decisão. Conseguimos a vitória lá e agora eles virão aqui tentar reverter. É muito importante vencer em casa na Libertadores. De nada nos serve vencer como visitantes se não conseguimos fazer o mesmo como mandantes. Por isso, conto que os torcedores virão nos apoiar em massa", acrescentou.

O treinador poderá contar com a volta do atacante Gabigol, que cumpriu suspensão e por isso não foi à Argentina. O jogador emprestado pela Inter de Milão voltará a formar trio com Eduardo Sasha e Rodrygo, deixando Arthur Gomes no banco.

No Estudiantes, que desembarcou no domingo em São Paulo e treinou nesta segunda-feira no CT do Corinthians, o técnico Lucas Bernardi sabe que uma derrota obrigará seus comandados a vencerem na altitude de Cuzco contra o Garcilaso na próxima rodada.

Bernardi não poderá contar com o zagueiro Noguera, emprestado pelo Santos, já que a diretoria preferiu não pagar a multa que permitiria escalar o defensor. Outro desfalque é o atacante Pavone, com uma sobrecarga muscular.


Prováveis escalações:.

Santos: Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Alison, Léo Cittadini e Jean Mota; Eduardo Sasha, Rodrygo e Gabigol. Técnico: Jair Ventura.

Estudiantes: Andújar; Sánchez, Schunke, Desábato, Campi e Dubarbier; Braña, Giménez e Rodríguez; Otero e Melano. Técnico: Lucas Bernardi.

Árbitro: Eber Aquino (Paraguai), auxiliado pelos compatriotas Eduardo Gaona e Rodney Aquino.

Estádio: Vila Belmiro, em Santos. EFE


Leia também