Embalada, Juventus vence outra e fica mais perto do Hexa na Itália

A fase da Juventus é realmente sensacional. Depois de eliminar o Barcelona em pleno Camp Nou e se garantir nas semifinais da Liga dos Campeões, a Velha Senhora voltou a campo nesse domingo e deu mais um passo rumo ao hexacampeonato do Italiano. Em casa, Massimiliano Allegri se deu ao luxo de poupar os brasileiros Daniel Alves e Alex Sandro, além do goleiro e capitão Buffon. Com isso, Neto representou o Brasil em campo. Mesmo assim, a equipe bateu o Genoa com facilidade por 4 a 0.

Agora, a Juve chega aos incríveis 83 pontos depois de 33 rodadas. Restando apenas cinco jogos para o fim da competição, os alvinegros têm 11 pontos de vantagem para a Roma, vice-líder nesse momento. Já o Genoa estaciona nos 30 pontos, na 16ª colocação, de olho na zona de rebaixamento, que está seis pontos amis abaixo.

E quando a fase é boa, não é necessário nem fazer tanta força para alcançar o objetivo. E isso ficou claro aos 16 minutos do primeiro tempo, quando Muñoz desviou contra o próprio gol e abriu o placar para os donos da casa. A Juventus, então, aproveitou o embalo e ampliou dois minutos depois, com Dybala. O argentino aproveitou sobra da jogada do compatriota Higuaín e mandou para o fundo do gol.

Ainda antes do intervalo, aos 41, a Velha Senhora chegou ao terceiro gol em outro lance de sorte. Mandzukic abriu na esquerda e fez o cruzamento. A defesa do Genoa cortou, mas a bola voltou nos pés do croata, que não perdoou.

Com a vitória garantida, a Juventus apenas administrou o resultado e, de certa forma, usou os últimos 45 minutos até para descansar um pouco seus atletas, que na próxima semana já terão o primeiro duelo com o Mônaco, pela semifinal da Liga dos Campeões.

Mas a superioridade técnica era tão grande que a Juve conseguiu se manter melhor e criar perigo ao Genoa. Aos 6 minutos, Bonucci chegou a marcar, mas o lance foi anulado por uma fala de Mandzukic. Aos 19, porém, não teve jeito. O zagueiro Bonucci se aventurou de novo e, dessa vez com uma finalização indefensável, marcou o seu gol.

Massimiliano Allegri então resolveu fazer suas três substituições e dar descanso aos seus atletas mais desgastados. Assim, a Juventus apenas esperou o tempo para comemorar mais uma vitória em casa, mais um passo em direção ao sexto título seguido na Itália.