Em videoconferência, FPF e clubes paulistas analisam próximos passos para retorno dos treinos


O Campeonato Paulista ainda não tem data para retornar. Em reunião realizada por videoconferência nesta quarta-feira com os clubes participantes da Série A1 do estadual, a Federação Paulista de Futebol comunicou que aguarda aval das autoridades de saúde para retomar, de forma gradual, as atividades físicas dos atletas no dia 15 de junho, como previsto no Protocolo de Retomada Gradual dos Treinos.

Além disso, em nota oficial divulgada no site nesta tarde, a entidade confirmou uma reunião nessa quinta-feira (11) de manhã com a Prefeitura de São Paulo, a fim de entregar pessoalmente o documento ao prefeito Bruno Covas. Além dele, estarão presentes o Secretário de Esportes Maurício Landim, o Secretário Municipal de Saúde Edson Aparecido, o Presidente da FPF Reinaldo Carneiro Bastos, o Presidente do Corinthians Andrés Sanchez, o Presidente do Palmeiras Maurício Galiotte, o Presidente do São Paulo Carlos Augusto de Barros e Silva e o Presidente do TJD-SP Deputado Delegado Olim.

Confira abaixo outros pontos explanados pela Federação Paulista em comunicado nesta tarde:

- O Red Bull Bragantino, único clube que havia obtido autorização para atividades, paralisará os trabalhos e retornará em conjunto com as demais equipes;
- O mesmo processo que acontecerá amanhã na Capital Paulista ocorre com os demais 13 clubes, que estão em contato direto com suas Prefeituras para entrega formal do Protocolo de treinos;
- Também nesta quinta-feira, haverá uma reunião do Sindibol (Sindicato das Associações de Futebol de São Paulo) com o Sindicato dos Atletas Profissionais de São Paulo, o Sindicato dos Treinadores Profissionais de Futebol do Estado de São Paulo, o Sindicato dos Árbitros de Futebol de São Paulo, o Ministério Público do Trabalho, Ministério Público do Estado de São Paulo, o Governo do Estado de São Paulo, a FPF e os 16 clubes. O intuito é criar uma mediação pré-judicial para que a retomada gradual aos trabalhos seja segura tanto nos aspectos de saúde como jurídicos.

O Campeonato Paulista foi paralisado no meio de março, no dia 16, quando faltavam duas rodadas para o fim da primeira fase. Diante disso, são necessárias, agora, novas seis datas: duas para a finalização da fase de grupos, uma para as quartas, uma para as semis e duas para as finais, que acontecerão em esquema de ida e volta.







Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também