Em viagem a Brasília, Rollo recupera certidão para o Santos e evita leilão do CT Rei Pelé

Fábio Lázaro
·1 minuto de leitura


Em viagem a Brasilia nesta semana, o presidente do Santos, Orlando Rollo, conseguiu evitar que o CT Rei Pelé fosse a leilão. Além disso, o mandatário santista tem renegociado dívidas, entre elas algumas com a Receita Federal, e isso deve fazer com que o Peixe recupere a sua Certidão Negativa de Débito.

- Estávamos correndo o risco do CT Rei Pelé ir para leilão. É uma área federal, por meio de concessão pública. Fui para Brasília e fiz propostas alternativas para ficarmos no CT, suspendendo leilão iminente. Foi uma grande vitória. Estávamos prestes a perder o CT em um leilão. Seria uma resolução em definitivo, com contrapartida social. Enviaremos hoje ao Conselho a fundação do Instituto Santos de responsabilidade social. Justamente para nos auxiliar nessa contrapartida - disse Rollo em entrevista coletiva virtual concedida neste sábado (30).

- Ainda sobre a ida para Brasília, estamos negociando a CND, certidão negativa de débitos. Negociamos todos os nossos impostos. Todos os tributos. Estou sendo insistente para mostrar que estamos trabalhando. Queremos deixar a casa em ordem para o novo presidente pegar o clube administrável - acrescentou.

O Peixe deve mais de R$ 46 milhões em impostos. O clube não paga imposto de renda e ISS desde setembro de 2019.

Quanto ao Centro de Treinamentos, o Peixe precisa formalizar uma contrapartida social para que possa seguir utilizando o terreno, que é cedido pela Secretaria de Patrimônio da União.