Em vantagem, Fluminense visita o RB Bragantino pela Copa do Brasil e busca encerrar jejum de 6 anos

·3 minuto de leitura


O Fluminense vive sua melhor fase na temporada 2021. Garantido nas oitavas da Libertadores e sem perder há quatro partidas, o Tricolor terá pela frente, nesta quarta, às 21h30, novamente o RB Bragantino, desta vez, no Estádio Nabi Abi Chedid. O duelo é válido pela terceira fase da competição, e a equipe comandada por Roger Machado tem a vantagem de poder perder por até um gol e busca quebrar um longo e incômodo jejum.

> Confira os confrontos da Copa do Brasil


A última grande campanha do clube carioca na competição foi em 2015, quando foi semifinalista e viu o sonho do bicampeonato ser encerrado, nos pênaltis, contra o Palmeiras. Neste mesmo ano, o Fluminense eliminou pela última vez um clube que disputa a Série A do Brasileirão na Copa do Brasil. O adversário foi o Grêmio, que era treinado por Roger Machado na época. após dois empates e o gol qualificado de Fred no sul.

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

Nos anos seguintes, o time foi eliminado por Corinthians e Grêmio (2016 e 2017), respectivamente. Já em 2018, o revés foi precoce, ainda na terceira fase, contra o Avaí, que estava disputando a série B. Em 2019, a equipe conseguiu um empate heroico contra o Cruzeiro, mas nos pênaltis sucumbiu a um time que seria rebaixado poucos meses depois. Ano passado, foi a vez do Atlético-GO eliminar o Flu, com um gol Matheus Vargas nos acréscimos.

O momento é outro, o time está embalado e há três partidas sem sofrer gols. Apesar do desgaste da maratona de jogos, o Tricolor chega com confiança para garantir a vaga nas oitavas da Copa do Brasil. Ao entrar direto na terceira fase junto dos times da Libertadores, o sorteio colocou um time de elite do futebol brasileiro no caminho, o Massa Bruta, composto por jovens e um forte patrocinador.

Roger Machado - Fluminense
Roger Machado - Fluminense

Roger Machado fez o gol do título da Copa do Brasil 2007 pelo Fluminense (Lucas Merçon / Fluminense F.C.)

Roger encontra o time ideal e terá novidades para o duelo decisivo

Com o vice do Carioca, Roger Machado observou a necessidade de fazer mudanças no Fluminense. Entre elas, foram promovidas as entradas de Caio Paulista e Gabriel Teixeira nos lugares de Kayky e Luiz Henrique. Após quatro vitórias seguidas, a busca é sempre por equilíbrio e atenção ao desgaste diante da maratona de jogos do apertado calendário brasileiro.

> Dois anos de Mário Bittencourt no Fluminense: relembre fatos marcantes da atual gestão

Para a partida desta quarta, a tendência é que a escalação seja a mesma dos últimos jogos. Sem Nino (na seleção olímpica), a aposta será novamente em Manoel para fazer dupla com Luccas Claro. Uma espinha dorsal que tem dado resultado e feito o Tricolor avançar nas competições. O clube atualmente disputa três campeonatos simultâneos Brasileirão, Capa do Brasil e Libertadores).

Além disso, o comandante poderá contar com Paulo Henrique Ganso, que se recuperou de uma gripe e será opção no banco. A negociação com o Santos se arrasta e segue sem definição. O jogador não disputou a partida contra o Cuiabá, mas treinou, e viajou com o grupo para Bragança Paulista.

Confira o retrospecto recente do Fluminense em Copas do Brasil

2016 - Passou por Tombense, Ferroviária e Ypiranga mas caiu para o Corinthians;
2017 - Passou por Globo, Sinop, Criciúma e Goiás, mas caiu para o Grêmio; 2018 - Passou por Caldense e Salgueiro, mas caiu para o Avaí;
2019 - Passou por River, Ypiranga, Luverdense e Santa Cruz, mas caiu para o Cruzeiro;
2020 - Passou por Moto Clube, Botafogo-SP e Figueirense, mas caiu para o Atlético-GO.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos