Em teste de desenvolvimento, Audi do TCR South America impressiona com marcas entre Stock Car e Light

Redação Motorsport.com
·3 minuto de leitura

Uma das maiores novidades – se não a maior – do automobilismo sul-americano de 2021 será a chegada do TCR South America, reunindo as principais marcas do automobilismo mundial no conceito que administra cerca de 30 campeonatos pelo mundo.

Nesta semana aconteceram testes no Autódromo Internacional de Curitiba com o Audi RS 3 LMS da equipe gaúcha MC Tubarão. A intenção era observar o desenvolvimento do carro, criando uma base de dados para o futuro.

Leia também:

Competitivo, TCR South America vem para proporcionar carreira internacional a jovens pilotos Jimenez e Farfus se associam em equipe da Hyundai no TCR South America Nonô Figueiredo confirma equipe no TCR South America com Audi RS3 LMS

Após a sessão, dois dos pilotos que estiveram na capital paranaense saíram mais do que satisfeitos. Marcio Basso explicou o que foi feito e analisado e uma das surpresas positivas foi o tempo de volta que o Audi conseguiu, mesmo com componentes, como câmbio e pneus, desatualizados.

“O treino foi muito produtivo”, disse Basso. “A ideia era trabalhar o carro no acerto da suspensão. No primeiro treino achamos que o carro transferia muito, e trouxemos molas mais duras para ver o que funcionava no carro. E foi evoluindo. O carro ficava cada vez mais fácil de guiar.”

“Tivemos tempos bons, mas o foco não era esse, a ideia era desenvolver o carro, que é muito legal de guiar, muito fácil. O freio é muito bom, é constante. Simulamos corrida, queríamos entender o comportamento do carro lá pelo 25º minuto, com tanque cheio, mais cheio até do que vamos usar nas corridas.”

“Em relação a tempo, viramos por volta de 1min24s6. Esse carro, com tudo certinho, tomaria um segundo do Stock Car atual.”

Como referência, as melhores voltas registradas durante as corridas de Curitiba da Stock Car em 2020 foram de cerca de 1min22s.

Um dos pilotos mais ecléticos do automobilismo brasileiro e astro da Copa Truck, Beto Monteiro também teve a oportunidade de participar do teste de Curitiba. Ao sair do Audi, se disse surpreso com o que sentiu.

“Fiquei bem impressionado com a qualidade do carro”, disse Beto. “Tecnicamente é um carro que me surpreendeu positivamente na potência e equilíbrio de curva. É impressionante, mesmo com o câmbio inferior, que não é o atualizado, o carro me surpreendeu nos tempos que virou e na prospecção do que pode virar. É um carro que deve virar entre os tempos da Stock Light e Stock Light, pelo que se andou aqui.”

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

TELEMETRIA: Rico Penteado 'antecipa' GP de Sakhir e destaca quem deve sair na frente em prova da F1

PODCAST: O 'milagre' Grosjean e o que Pietro Fittipaldi pode fazer em estreia na F1

Your browser does not support the audio element.