Em sua reestreia pelo Vasco, Andrey é líder de desarmes contra o Flamengo

Andrey e Ayrton Lucas se estranharam no 2º tempo (Daniel Ramalho/Vasco)


A reestreia de Andrey Santos pelo Vasco não poderia ter sido melhor para o jogador: em clássico, no Maracanã lotado, com vitória e boa atuação. Talvez tenha faltado apenas o gol. Mas dentro do contexto, isso se tornou um detalhe.

Maurício Barbieri optou por escalar o jovem formando uma trinca de meio-campo junto de Rodrigo, que atuou mais centralizado, e Jair, que jogou um pouco mais pela direita. Na esquerda, Andrey ajudou Piton a conter as subidas de Varela e, principalmente, de Everton Ribeiro pelo setor na primeira etapa.

Apesar de ter tido dificuldades para construir quando teve a bola, o meia foi importante na marcação. Foram três desarmes apenas no 1ª tempo, a segunda melhor marca ficando atrás somente de Rodrigo, com quatro, que fez uma marcação quase que individual sobre Arrascaeta e também foi bem no duelo.

No 2ª tempo, Barbieri tirou o primeiro volante e colocou Marlion Gomes, recuando Andrey para a função. E o garoto manteve o bom desempenho defensivo. Com mais três desarmes, se tornou o maior ladrão de bola do clássico, com seis, e deixou o gramado como um dos grandes personagens da partida, ajudando o Vasco a segurar o 1 a 0 no placar.

ANDREY X FLAMENGO
- Dados do Footstats

90 minutos em campo
​12 passes certos
3 passes errados
1 lançamento errado
6 desarmes
5 rebatidas