Em registro de ocorrência, Jean diz que briga começou por ciúme

Alexandre Guariglia
LANCE!
Jean foi detido nos Estados Unidos (Foto: Eduardo Carmim/PhotoPremium)
Jean foi detido nos Estados Unidos (Foto: Eduardo Carmim/PhotoPremium)


A reportagem teve acesso, nesta quinta-feira, ao documento completo anexado pela Justiça americana que fornece o registro de ocorrência da briga entre Jean e sua esposa, em Orlando. O goleiro são-paulino é acusado de agredir Milena Bemfica, na última quarta-feira e acabou preso. Em sua versão, o jogador diz que a discussão teve início após ser flagrado ao telefone com outra mulher.

O documento, disponibilizado pela Justiça dos EUA, traz a descrição do que foi visto pelos policiais ao atenderem a ocorrência, além de as versões fornecidas por Jean, por sua esposa, e pelas filhas do casal. O goleiro é acusado de violência doméstica e terá uma audiência nesta tarde, que permitirá ou não que ele possa sair da cadeia mediante o pagamento de uma fiança. Segundo investigação local, a versão aceita é a de Milena e o culpado é o atleta.

Na versão de Jean, sua esposa o teria agredido primeiro, ao se irritar por vê-lo falando ao telefone com outra mulher. Nesse relato, Milena teria usado uma chapinha (aparelho utilizado para alisar cabelo) para acertá-lo na cabeça, além de uma mordida em uma das coxas do marido. Ele, porém, não soube explicar como havia sido mordido na região e disse se tratar de um mal-entendido.

Já o depoimento de Milena traz uma versão diferente, de que ambos estavam brigando no quarto e ela tentou acalmar o goleiro para não acordar as filhas, que já estavam dormindo. Assim, ela o levou para o banheiro, mas queria ir para a cama. Jean então a seguiu, a jogou no colchão e acertou três socos em seu rosto. Foi aí que ela pegou a chapinha e acertou o jogador para poder se defender. O aparelho quebrou, ambos se levantaram da cama, mas com a persistente agressividade do esposo, ela o atingiu com a chapinha na coxa.

Em seguida, ela tentou sair do quarto, porém ele a agarrou pelo cabelo e a levou para o banheiro, onde desferiu mais cinco socos em sua cara. As flilhas do casal foram questionadas acerca do ocorrido e corroboram com a versão dada pela mãe, que não foi acusada de qualquer delito, tendo agido em legítima defesa. Já Jean precisou ser algemado, mas não resistiu ao ser levado para a cadeia na tarde da última quarta-feira, em Orlando, nos EUA.

Ainda preso, Jean terá seu contrato rescindido pelo São Paulo após o término das férias. Na noite da última quarta-feira o clube soltou uma nota oficial dizendo que já tomou uma decisão em relação ao goleiro, mas precisa aguarda o momento que a lei permite (volta das férias) para que a demissão seja efetuada. Aos 24 anos, o jogador está no Tricolor desde o começo de 2018.






Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também