Em rede social, Marinho diz que cobrança por salário foi 'brincadeira'

LANCE!/DIÁRIO DO PEIXE
·1 minuto de leitura

O atacante Marinho usou suas redes sociais para minimizar a declaração que deu ainda no vestiário da Vila Belmiro após a vitória do Santos por 3 a 0 sobre o Boca Juniors na segunda partida da semifinal da Copa Libertadores.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Em uma Live nesta quarta, o atacante aproveitou a presença do superintendente de futebol, Felipe Ximenes, e perguntou "quando vão pagar a gente".

"Não acreditem na imprensa que já quer tumultuar o ambiente. Brinquei com o salário porque foi no calor do momento, sabemos que a nova diretoria chegou e já tá firme e forte conosco, diariamente, e coisas boas virão! Tmj família Santos. Vamos focar nos objetivos e falem da classificação, estamos na final e pronto. Beijos e chora quem secou", escreveu o atacante.

Leia também:

Além de Marinho, o técnico Cuca também tocou no assunto salários atrasados na coletiva após o jogo e pediu organização ao novo presidente, Andrés Rueda.

- Gosto do Peres, do Rollo, do Rueda. Mas a gente necessita do pagamento em dia. Temos que pagar nossas contas em dia também, e nem todos têm condição extra. Alguns meninos têm mais necessidade. Nova diretoria fará o possível para colocar Santos em ordem fora de campo. Dentro está em ordem. Se organizar fora, dá para fazer grandes campeonatos nos três anos de Rueda - afirmou Cuca.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos