Em queda na Série A, Coritiba pede para "não se desesperar" na luta contra rebaixamento

Guilherme Moreira
Carleto, que perdeu uma penalidade, deu assistência e marcou um gol diante do Botafogo. (GERALDO BUBNIAK/AGB)

Em mais um tropeço, o Coritiba perdeu de virada por 3 a 2 para o Botafogo neste domingo, no Couto Pereira. O revés mantém o time paranaense na zona de rebaixamento e ressalta o péssimo aproveitamento da equipe de Marcelo Oliveira.

Após sair na frente com Werley de cabeça no primeiro tempo, logo depois de Carleto perder um pênalti, o Fogão virou na segunda etapa com Roger e Guilherme. Carleto ainda empatou de falta, mas em seguida João Paulo decretou o triunfo carioca.

- Está difícil de explicar e digerir uma derrota como essa. Nos preparamos muito, a expectativa era imensa. Tivemos dificuldade de manter o placar e demos os gols - lamentou o comandante alviverde.



Sob o comando do treinador, que substituiu Pachequinho, o Coxa tem nove jogos, com apenas oito pontos conquistados, tendo 29,6% de aproveitamento.Em seus domínios são cinco duelos e quatro pontos, conseguindo diminuir para 26,6%. O risco de demissão, entretanto, não é discutido internamente pela direção alviverde.

Com mais essa derrota, o Verdão é o 18º colocado e tem 27 pontos. Na próxima rodada, o Coritiba tem um duelo direto diante do Bahia, fora de casa, no sábado, às 16h - a equipe baiana está uma posição acima, com a mesma pontuação.

- É não se desesperar, cobrar mais, trabalhar mais e trocar peças se achar necessário. Sou responsável por isso, pela forma do time jogar e pelas substituições. Tem que ter mais atenção. Vamos fazer todo o sacrifício, não vai ser fácil e acho que não vamos cair. Vamos encontrar o caminho para isso.



E MAIS: