Em quatro jogos, Fernandes supera números da dupla titular no meio

Vinícius Britto
Podendo atuar adiantado ou como terceiro homem no meio - já marcou dois gols e sofreu o pênalti de Sassá - atleta ganha moral e tem mais participação em gol que Camilo/Montillo 

Polivalente, Fernandes pode atuar em mais de uma posição no setor de meio-campo do Botafogo. Antes mais como volante - ou até terceiro homem da faixa central - o atleta alvinegro, em 2017, tem sido testado pelo técnico Jair Ventura mais adiantado, cumprindo a função de um meia. E, até então, tem agradado.

Nos quatro jogos da temporada em que participou, Fernandes marcou dois gols e sofreu um pênalti, sendo este na última partida do Botafogo, em Moça Bonita, que foi convertido por Sassá. Na comparação com os outros jogadores da sua posição dentro do elenco, os números ficam ainda mais relevantes.

Em 10 jogos, Montillo balançou as redes uma vez pelo clube: no amistoso de começo de temporada, contra o Rio Branco-ES. Enquanto isso, Camilo disputou oito partidas, tendo dado uma assistência no empate contra o Nova Iguaçu. Com muitos jogos a menos, Fernandes já ultrapassou a participação em gols da dupla principal do meio. E ele se coloca à disposição do técnico para o setor.

- O Jair fala bastante de meritocracia. Quem estiver melhor, ele vai colocar para jogar. Estou à disposição. Como falei, os dois jogos que eu atuei foram de meia, na mesma posição que eles vinham atuando. Se precisar de mim, estarei ali para ajudar o grupo - analisou o atleta alvinegro, em coletiva nesta segunda.

Esse bom momento do meia permite a ele sonhar até com a estreia dentro da Copa Libertadores. Fernandes foi um dos inscritos pelo Glorioso na fase de grupos, mas ele não entrou no time na vitória contra o Estudiantes-ARG, no Nilton Santos. Quem sabe uma oportunidade no compromisso da Colômbia.

- É um campeonato que eu nunca disputei, e agora pude ser inscrito. Vamos ver. Eu penso jogo-a-jogo e com sede de estar atuando - completou o meia.









E MAIS: