Em primeiro jogo após denunciar lateral do Corinthians, Edenilson comemora gol com gesto antirracista

Autor dos dois gols do Inter, Edenílson foi o destaque do confronto (Silvio Avila/AFP)


Três dias após acusar o lateral direito Rafael Ramos, do Corinthians, de injúria racial, o meio-campista do Internacional Edenilson comemorou gol com punho cerrado. O gesto, simbólico da luta antirracismo, foi feito após a abertura do placar para o Colorado contra o Independiente Medellín, na noite desta terça-feira (17), no Beira-Rio, pela Copa Sul-Americana.

+ GALERIA: Veja publicações de clubes no Dia Internacional contra a Homofobia

O gol, que teve assistência de David, abriu o marcador aos 18 minutos do primeiro tempo. Ao balançar a rede dos colombianos, Edenílson ficou sem camisa a fim de mostrar a cor da pele e ergueu o punho. Outros dois atletas do Inter, Mauricio e Fabricio Bustos, repetiram o gesto do volante, que foi advertido com cartão amarelo por ter retirado a camisa.

No último domingo, o volante acusou Rafael Ramos de chamá-lo de 'macaco' em partida contra o Corinthians, no mesmo Beira-Rio, pelo Campeonato Brasileiro. Os dois jogadores chegaram a se encontrar no vestiário, mas o lateral não pediu desculpas por alegar ter sido mal compreendido. Então, Edenilson resolveu prestar queixa em delegacia de Porto Alegre. O jogador pagou R$ 10 mil de fiança e responderá ao processo em liberdade.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos