Em Portugal, brasileiro confia na boa campanha do Sanjoanense para o acesso: 'Trabalhamos para isso'

·1 min de leitura


O futebol português é conhecido como um dos lugares com maior número de brasileiros em atuação. A Liga 3 não passa em branco e com a camisa do Sanjoanense joga Vitor Braga, de 26 anos. Natural de Bandeirantes, no Paraná, Vitor tem passagens por alguns clubes no Brasil, como Inter de Limeira, Bragantino, Rio Claro e antes de desembarcar em Portugual, defendeu o Grêmio Anápolis, de Goiás.

O meio-campista acredita em uma boa campanha do Sanjoanense, que ocupa a sexta colocação da Liga 3, com 12 pontos.

- Trabalhamos para isso e vamos focar no nosso objetivo. Sabemos que é difícil, as outras equipes também são muito qualificadas e aqui é muito equilibrado, mas não vamos desviar a atenção desse acesso. É o que queremos - afirmou Braga.

Em sua primeira experiência fora do Brasil, Vitor Braga fala das dificuldades na adaptação ao país, à equipe e também a diferença do futebol português para o futebol brasileiro.

- No Brasil existe equipes que se destacam muito mais que as outras, aqui é tudo muito mais parelho. O time que hoje tá em décimo, em duas ou três rodadas já está brigando na parte de cima da tabela. Não tive muita dificuldade em me adaptar ao time, tenho companheiros muito bons e que me deram todo o suporte, assim como a comissão técnica - disse.

Em sete jogos pelo Sanjoanense (seis pela Liga 3 e um pela Taça de Portugal), Vitor Braga marcou um gol. O próximo compromisso do brasileiro e do time português é contra o São João Ver, no dia 27 de novembro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos