Em partida de baixo nível técnico, Dinamarca e Tunísia empatam ao estrearem na Copa do Mundo

Tunisianos tiveram mais chances contra os dinamarqueses (ADRIAN DENNIS / AFP)


O primeiro empate em 0 a 0 da Copa do Mundo de 2022 aconteceu nesta terça-feira (22). Em jogo no qual Eriksen foi muito marcado e a seleção penou com erros, a Dinamarca não furou o bloqueio de uma Tunísia abnegada, em jogo de fraco nível técnico válido pelo Grupo D.

As duas equipes voltam a campo no sábado. A Tunísia encara a Austrália às 7h (de Brasília). No mesmo dia, Dinamarca e França se encaram às 13h (de Brasília).

PRESSÃO E GOL ANULADO TUNISIANO

A etapa inicial foi marcada por poucas chances claras e superioridade da Tunísia. Diante de uma Dinamarca confusa, a equipe tunisiana chegou a dar calafrios à defesa adversária em cabeçada de Msakni e em conclusão de Dräger.

A equipe africana (que receberam apoio maciço no estádio) chegou a comemorar quando Jebali se desvencilhou da defesa e tocou na saída de Peter Schmeichel. Contudo, a jogada foi anulada por impedimento do camisa 9.

DINAMARCA 'TRAVA' E TUNÍSIA ESBARRA EM SCHMEICHEL

Mesmo com Eriksen muito marcado, os dinamarqueses tentaram equilibrar a partida, apostando em investidas de Maehle e Skov Olsen. Hojberg arriscou de longe e exigiu o goleiro Dahmen. Só que a Tunísia teve novas chances de abrir o placar na etapa inicial: Laidouni mandou uma bomba na pequena área e Peter Schmeichel desdobrou-se para salvar. O camisa 1 ainda evitou tentativa por cobertura de Jebali.

CERCO DINAMARQUÊS E... NADA!

A volta do intervalo trouxe uma Dinamarca em novo compasso. Com mais mobilidade para trocar passes, a equipe de Kasper Hjulmand suou até balançar a rede. Após Dahmen errar no corte do cruzamento de Damsgaard, Maehle tentou e a zaga rebateu. Skov Olsen surgiu com oportunismo e estufou a rede. Porém, o lance foi anulado por impedimento.

Posteriormente, o goleiro Dahmen entrou em ação. Em rara chance, Eriksen abriu caminho na entrada da área e concluiu. O camisa 12 saltou para espalmar. No lance seguinte, o grito de gol da Dinamarca ficou preso na garganta. Christensen escorou e Cornelius se aproximou para concluir, só que a bola tocou na trave.

VAR EM CENA NO FIM

Aos trancos e barrancos, a Dinamarca recorreu a lançamentos na reta final. Dahmen pegou uma tentativa de Lindström. A reta final teve última esperança de gol. Após um lançamento, o VAR chegou a avaliar um possível pênalti para os donos da casa. No entanto, o árbitro mandou seguir o jogo e prevaleceu a falta de gols.



FICHA TÉCNICA

DINAMARCA 0x0 TUNÍSIA


Estádio:
Cidade da Educação, em Doha (QAT)
Data e hora: 22 de novembro, às 10h (de Brasília)
Árbitro: Cesar Ramos (Fifa/MEX)
Assistentes: Alberto Morim(Fifa/MEX) e Miguel Hernandez (Fifa/MEX)
VAR: Fernando Guerrero (Fifa/MEX)


Cartões amarelos: Kristensen, Jansen (DIN), Khennisi

DINAMARCA (Técnico: Kasper Hjulmand)

Peter Schmeichel; Andersen, Kjaer (Jenser, 19/2T) e Andreas Christensen; Kristensen, Hojberg, Delaney (Damsgaard, 45/1T), Eriksen e Maehle; Skov Olsen e Dolberg (Cornelius, 20/2T).

TUNÍSIA (Técnico: Jalel Kadri)

Dahmen; Talbi, Brohn e Meriah; Dräger, Shkri, Laïdouni (Sassi, 42/2T) e Abdi; Slimane (Sliti, 21/2T), Jebali (Khennisi, 34/2T) e Msakni (Hannibal Mejbri, 34/2T).