Em nova tentativa, Flamengo pede à Prefeitura do Rio para ter 10% de público no Maracanã

·1 minuto de leitura


O Flamengo protocolou, nesta quarta-feira, um pedido junto à Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro para liberar 10% de público no Maracanã. Em caso de aprovação por parte da Prefeitura, a primeira partida com torcedores seria contra o Defensa y Justicia, na próxima quarta-feira, pelo jogo de volta das oitavas de final da Libertadores.

+ Defensa y Justicia x Flamengo: prováveis times, onde assistir, desfalques e palpites

De acordo com nota divulgada pelo Flamengo nas redes sociais, o clube utilizou como base o protocolo usado na última semana pela Conmebol na final da Copa América, que foi aprovado pela Prefeitura do Rio. Houve atualização e incremento de alguns pontos. O Rubro-Negro ainda cita a "experiência em operação de estádio" como argumento para liberação do público.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Mais informações em instantes

Caso o pedido não seja aprovado, o Flamengo trabalha com a possibilidade de transferir o jogo contra o Defensa y Justicia para o Mané Garrinha, em Brasília. A aprovação no Distrito Federal está mais adiantada e tem chance de ser publicada no Diário Oficial nesta quinta-feira.

Essa movimentação do Flamengo pela volta do público ressurgiu no último domingo, quando a Conmebol anunciou a liberação para a presença de torcedores nos jogos das oitavas de final da Libertadores. A entidade deixou claro, no entanto, que as cidades-sede das partidas terão que fazer a liberação de acordo com os protocolos sanitários.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos