Em nota, Conmebol confirma testes PCR fraudulentos para a decisão da Copa América, no Maracanã

·1 minuto de leitura


A Conmebol emitiu uma nota oficial neste sábado, dia da final da Copa América entre Brasil e Argentina, afirmando que detectou uma 'quantidade considerável' de testes PCR fraudulentos. Os exames são de pessoas que estavam credenciadas para assistir a decisão do torneio no Maracanã.

No início da manhã, o jornal 'Folha de São Paulo' havia informado que um laboratório apontou os casos de testes PCR fraudulentos. A farmacêutica, que não foi a única a realizar os exames, afirmou que 17 deles estavam falsificados. A Conmebol reforçou que as pessoas que tiveram os testes adulterados não entrarão no Maracanã.

+ Veja a tabela e resultados atualizados da Copa América

Ainda de acordo com a nota da Conmebol, a entidade reafirmou que o controle da entrada de pessoas no estádio será 'extremamente rigoroso'. Para entrar no Maracanã, os credenciados deverão apresentar o teste PCR negativo com o resultado impresso em papel. A entidade ainda comunicou que aumentará os controles, em caso de necessidade.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos