Em noite de Richarlison, Fluminense vira Clássico Vovô e vence no Nilton

Vinícius Britto

Rei dos clássicos em 2017, o Fluminense fez do Botafogo sua terceira vítima na temporada. E de forma impressionante, virando um jogo em que perdia por 2 a 0 na virada do intervalo. Richarlison chamou a responsabilidade, acabou com o jogo e o time de Abel Braga venceu por 3 a 2 no Estádio Nilton Santos.

Intenso e sufocando o rival, quem começou melhor foi o Botafogo, que dominou os primeiros 30 minutos. Montillo e Rodrigo Pimpão atuaram com liberdade e serviram Roger. No primeiro, aos 16 minutos, o camisa 11 lançou o centroavante, que girou em cima de Renato Chaves e fez. Nove minutos depois, o argentino criou bela jogada e deixou Roger novamente de frente com Cavalieri. O Glorioso abria grande vantagem na primeira etapa.

No Flu, Richarlison e Wellington levavam perigo pelas pontas. Mas a marcação deixa um enorme buraco no meio, com Luiz Fernando perdido e Renato Chaves falhando sistematicamente. As melhores chances foram em cobrança de falta. Sornoza acertou o travessão de Saulo. Na base do abafa, o time de Abel ainda pressionou, mas virou a etapa inicial dois gols atrás do mandante. Mas nada estava acabado naquele momento.

No segundo tempo, o panorama mudou por completo. As mudanças de Abel no intervalo deram maior mobilidade ao Flu. Pedro se movimenta mais que Dourado - que esteve mal no jogo - e Wendel acrescenta qualidade no passe no meio.

Com espaço, os pontas tricolores mudaram o jogo. Logo cedo, que Wellington Silva deixou Bruno Silva na saudade e sofreu pênalti. Na cobrança, aos 10, Richarlison diminuiu e colocou fogo no clássico.

Com a saída de Carli - entrou Renan Fonseca no intervalo - o Botafogo sentiu demais. Exposto, não demorou para Richarlison receber sozinho na esquerda, aos 16, e igualar o marcador em bela assistência de Wellington. A blitz do Fluminense deu certo. E ela não parou aí.

Tomando conta do jogo, Richarlison voltou a decidir. O camisa 70 passou fácil por Airton - aos 23 - e cruzou para Renato Chaves, sozinho, virar o jogo para o Fluminense. Em 23 minutos, a epopeia tricolor ficava completa. Nem mesmo a pressão do rival adiantou. Era dia de mostrar força.

Vitória sobre Vasco, Botafogo e Flamengo (este último nos pênaltis). O Fluminense demonstra força e coleciona vitórias no Carioca.

FICHA TÉCNICA:

BOTAFOGO 2 X 3 FLUMINENSE
Data/hora
: 23/03/17, às 21h45
Local: Nilton Santos, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Mauricio Machado Coelho Junior
Cartões amarelos: Victor Luís, Bruno Silva, Airton e Guilherme (BOT); Renato, Henrique e Wendel (FLU)
Público e renda: 6.225 pagantes / 6.776 presentes / R$ 105.610,00

Gols: Roger, 15'/1°T (1-0) e 26'/1ºT (2-0); Richarlison, 12'/2ºT (2-1) e 16'/2ºT (2-2), Renato Chaves, 23'/2ºT (2-3)

BOTAFOGO : Saulo; Marcinho, Emerson Silva, Joel Carli (Renan Fonseca) e Victor Luís; Airton, Bruno Silva, Montillo (Guilherme) e Camilo; Rodrigo Pimpão e Roger (Sassá). Técnico: Jair Ventura.

FLUMINENSE : Cavalieri; Renato, Renato Chaves, Henrique e Léo; Luiz Fernando (Wendel) , Douglas e Sornoza; Wellington, Richarlison (Marquinho) e Henrique Dourado (Pedro). Técnico : Abel Braga.



























E MAIS: