Em noite de homenagens a Espinosa no Nilton Santos, Botafogo bate o Boavista com gol no fim

Gabriel Rodrigues
LANCE!


Um bonito gol nos acréscimos garantiu a vitória do Botafogo por 2 a 1 sobre o Boavista e mais uma homenagem ao ídolo Valdir Espinosa. Após sair vencendo com Alex Santana, o Glorioso sofreu o empate de Michael, quase se complicou, mas Bruno Nazário garantiu os três pontos na estreia da Taça Rio (segundo turno do Carioca), na noite deste domingo, no Nilton Santos.

Na próxima rodada, no sábado, o Botafogo tem o clássico contra o Flamengo, no Maracanã. Um dia antes, o Boavista recebe o Bangu, em Bacaxá.

TABELA
> Confira como ficou a classificação do Campeonato Carioca

Homenagens
A noite no Nilton Santos começou com homenagens ao ídolo Valdir Espinosa. O time do Botafogo entrou em campo com uma faixa para o técnico campeão carioca em 1989 e o minuto de silêncio antes da partida foi respeitado de forma muito bonita em todo estádio. E não parou por aí. A vitória alvinegra também foi dedicada ao "Eterno Campeão", que era o gerente técnico do clube.

"Yaya" Santana na sua especialidade
Se a negociação do Botafogo com Yaya Touré ainda se arrasta, a torcida pode, pelo menos, contar com Alex "Yaya" Santana, como foi apelidado pelos botafoguenses. Com dificuldade na criação, o Glorioso teve suas duas primeiras oportunidades em chutes de longa distância do volante. O primeiro passou por cima da trave. No segundo, o meio-campista pegou com qualidade e mandou no ângulo do goleiro Klever.

Boavista domina, mas...
Após abrir o placar, o Botafogo até teve chances de ampliar, mas desperdiçou oportunidades com Bruno Nazário, Cícero e Luis Henrique. Mas, depois, quem mandou no jogo foi o Boavista. E o time de Saquarema conseguiu o empate no começo do segundo tempo, quando Wellington Silva cruzou, Michel cabeceou e Gatito não conseguiu segurar. Depois disso, ainda que não tenha criado muitas chances, o Boavista controlou o jogo e ficou mais com a bola, cercando a área do Botafogo, que jogava de forma reativa.

E foi justamente em uma saída rápida de bola que o Glorioso conseguiu o gol da vitória, aos 46. Caio Alexandre deu belo passe para Luis Henrique, que esperou e tocou para Bruno Nazário finalizar de cavadinha, para encerrar o jogo com um bonito gol digno da história da Espinosa no Botafogo.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 2 X 1 BOAVISTA


Estádio: Nilton Santos, Rio de Janeiro (RJ)
Data: 01 de março de 2020, às 19h
Árbitro: Paulo Renato Moreira da Silva Coelho - Nota LANCE!: 6,0 - Não atrapalhou o andamento da partida.
Assistentes: Michael Correia e Guilherme Vogas Tavares
Gramado: Bom.
Público e renda:
Cartão amarelo: Alex Santana, Barrandeguy (BOT), Michel (BVT)
Cartão vermelho:

GOL: Alex Santana, 24'/1ºT (1-0), Michel, 5'/2ºT (1-1), Bruno Nazário, 46'/2ºT (2-1)

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Barrandeguy, Marcelo Benevenuto, Ruan Renato e Danilo Barcelos; Cícero (Caio Alexandre, 37'/2º), Alex Santana (Thiaguinho, 15'/2ºT) e Bruno Nazário; Gabriel Cortez (Luiz Fernando, 15'/2ºT), Luís Henrique e Rafael Navarro. Técnico: Paulo Autuori.

BOAVISTA: Klever; Wellington Silva, Douglas Pedroso, Elivelton e Jean; Fernando Bob (Vitor Faísca, 26'/2ºT), Jefferson Renan, Erick Flores e Tartá (Luís Soares, 20'/2ºT); Michel e Caio Dantas. Técnico: Paulo Bonamigo.






























Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também