Em momento ruim, Real Madrid vê Mundial de Clubes como a segunda chance de título na temporada

Jornal lista jogadores que não tiveram chances (GIUSEPPE CACACE / AFP)


Faltando exatamente três semanas para a viagem ao Marrocos por conta da disputa do Mundial de Clubes, o Real Madrid vive seu pior momento na temporada. Dos últimos sete jogos realizados, a equipe de Carlo Ancelotti sofreu três derrotas e conquistou três vitórias, sendo uma sobre o Cacereño, da 4ª divisão do futebol espanhol, pela Copa do Rei.

Após a derrota diante do Barcelona na final da Supercopa da Espanha, no último domingo, o Mundial passa a ser segunda oportunidade de título para o Real Madrid na temporada. Além de conquistar a Supercopa da Europa contra o Frankfurt, os merengues ainda têm chances de conquistar o Campeonato Espanhol, embora estejam na 2ª colocação, a Copa do Rei, onde encaram o Villarreal pelas oitavas de final, nesta quinta-feira, e a Champions League.

Na reta final da La Liga, antes da pausa para a Copa do Mundo, o Real Madrid decepcionou ao empatar em casa com o Girona e ser derrotado diante do Rayo Vallecano na rodada seguinte. No entanto, as vitórias contra Cádiz e Valladolid, antes e depois do torneio de seleções, maquiaram, por pouco tempo, as atuações ruins.

A derrota contra o Villarreal pela 16ª rodada do Campeonato Espanhol, a classificação nos pênaltis contra o Valencia na semifinal da Supercopa da Espanha e a derrota na decisão contra o Barcelona evidenciaram problemas coletivos e individuais. E vale lembrar que restam apenas cinco jogos antes do início do Mundial para que ajustes possam ser feitos.

Com a camisa do Real Madrid, Vini Jr acumula seis partidas consecutivas sem contribuir com gols ou assistências. Nos últimos quatro jogos, a equipe de Carlo Ancelotti marcou cinco gols, todos anotados por Karim Benzema. Desses números, o centroavante balançou as redes dos adversários três vezes em cobranças de pênaltis.

Nesta semana, os merengues encaram um duelo decisivo contra o Villarreal pelas oitavas de final da Copa do Rei. Uma eliminação precoce poderia abalar os jogadores com a proximidade das fases mais agudas da Champions League. Em caso de classificação, a equipe ainda teria mais uma partida em seu enxuto calendário a ser realizada entre os dias 24 e 26 de janeiro, com um novo risco de sair da competição sem brigar pelo troféu.

Após aproveitar um ano frágil de um Barcelona em reconstrução com a chegada de Xavi, em novembro de 2021, o Real Madrid encontra um cenário desafiador nas próximas semanas. Decisões que podem ditar o rumo da temporada da equipe de Carlo Ancelotti e, porquê não, mudanças em um futuro próximo.