Em meio a polêmicas, Copa América perde patrocínio da Mastercard

·1 minuto de leitura


A Mastercard não irá mais patrocinar a Copa América sediada no Brasil. Marcada para o próximo domingo, a competição vive um impasse sobre sua realização. Assim, apesar de não relatar os motivos para rompimento do contrato, a marca seria uma das afetadas pela repercussão do torneio. A informação é do portal "Veja".
+ Confira a classificação das eliminatórias Sul-Americanas

- Após análise criteriosa, decidimos por não ativar nosso patrocínio à Copa América no Brasil - ponderou a empresa.

+ Conheça o novo app do LANCE! e fique por dentro dos resultados e notícias!

O cenário para realização da Copa América tornou-se turbulento na última semana. Com o aval do governo federal, Rogério Caboclo, presidente afastado da CBF, acatou o pedido da Conmebol para o Brasil se tornar sede da competição.

Originalmente, a Copa América seria realizada na Colômbia e Argentina. Contudo, em razão de protestos que dominaram o país, a Colômbia retrocedeu e vetou o torneio. Em seguida, sob nova quarentena por avanços da Covid-19, a Argentina também cancelou o evento.

Além disso, a próxima quinta-feira será decisiva para o rumo da Copa América no Brasil. Nesta terça-feira, Luiz Fux, presidente do STF, acatou o pedido da ministra Carmen Lúcia para realização de uma sessão extraordinária para discutirem como proceder com competição sul-americana sediada no país.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos