Em meio a 'oscilações', técnico do Bahia aprova estreia

Renato Paiva (Felipe Oliveira/EC Bahia)


O triunfo por 3 a 1 da última quarta-feira (11) contra a Juazeirense, pelo Campeonato Baiano, além de marcar o primeiro duelo do Bahia na 'Era City', também foi caracterizado pela estreia do técnico português Renato Paiva à frente do Esquadrão. E a avaliação do comandante lusitano foi positiva.

Relativizando que existem oscilações que são naturais em um início de temporada e destacando a dificuldade do adversário, Renato apontou que a equipe "começou bem" sua trajetória em 2023.

>Veja as últimas do mercado da bola no LANCE!

- Um jogo normal de início de temporada, com alguns erros, algumas oscilações normais a nível de exibição. Acho que defensivamente estivemos muito compactos. Sofremos um gol de bola parada, mas de resto estivemos compactos. Depois fomos entrando aos poucos no jogo, ganhando confiança, o que é normal pelos jogadores que estão chegando agora. Esse entrosamento não é fácil, é do dia a dia. Mas estamos satisfeitos - analisou o comandante.

- Temos que valorizar o adversário. Na primeira meia hora foi difícil entrar na área do adversário, é um rival que o Bahia não ganhava há três jogos. Acho que começamos bem. O caminho é longo, mas foi um bom jogo - acrescentou.

Diante do elevado número de reforços que foram trazidos pelo Bahia, Paiva também se disse satisfeito com os nomes que apresentaram condições tanto para começar jogando (casos de Marcos Felipe, Kanu e Raúl Gustavo) como os que entraram no tempo complementar como ocorreu com Biel e Everaldo.

- São contratações que nós avaliamos e que acreditamos que vão nos ajudar bastante. O elenco ainda está longe de estar fechado. A equipe que iniciou hoje nós começamos a trabalhar mais sensivelmente há quatro semanas. Os jogadores que entraram foram os que estavam mais preparados. Foi uma resposta positiva do coletivo. Outros jogadores chegaram mais tarde. Nós decidimos lançá-los como trunfo mais tarde quando o adversário estivesse mais cansado. Claro que é um risco porque são bons jogadores, mas nós trabalhamos como uma equipe e sentimos que os que entraram estavam em melhor condição. Eu acho que a grande vitória é que hoje fomos uma equipe. Uma coisa é certa, só jogará quem estiver em condição. Comigo não há nome, nome se mostra no treino. Vai ganhar o seu espaço no treino - explicou o treinador.

A próxima partida do Bahia na temporada será no domingo (15), às 18h30 (de Brasília), contra a Jacuipense, pela segunda rodada do Baianão.