Em manifesto independente, jogadores do Fluminense reprovam retorno do Carioca

Os jogadores do Fluminense emitiram um comunicado nesta quarta-feira, de forma independente, repudiando a decisão do retorno do Campeonato Carioca.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Através das redes sociais, o elenco divulgou uma nota criticando a decisão da FFERJ, que chancelou o retomada do campeonato com apoio de 12 dos 14 clubes da competição, com exceção de Fluminense e Botafogo. A nota, entretanto, deixa claro que a opinião dos profissionais não é influenciada pela posição do clube.

Em reunião realizada na noite de segunda-feira, Fluminense e Botafogo aceitaram que o campeonato fosse retomada no fim do mês de junho, mas com 15 dias de preparação para os atletas dos dois clubes. Entretanto, através do presidente Rubens Lopes, a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro recusou a proposta e manteve o calendário.

Leia também:

Confira a nota na íntegra:

- Nós, atletas do Fluminense Football Club, manifestamos o nosso desacordo sobre a decisão oficial de retorno do Campeonato Carioca.

Ainda vivemos em um cenário de muitas mortes diárias, tanto na cidade de Rio de Janeiro, quanto em outras regiões do país. Sendo assim, evidentemente, não nos sentimos confortáveis em colocar ainda mais vidas em risco. Nossa luta, desde o início dessa situação, é para que o futebol retorne em um momento oportuno. Como atletas de alto rendimento, precisamos também de tempo adequado para a preparação, já que o retorno aos gramados de maneira precipitada pode acarretar lesões em todos nós. Nunca na história do futebol mundial houve uma paralisação por tanto tempo.

Deste modo, não existem explicações plausíveis para o retorno imediato do Campeonato Estadual. Nenhum outro Campeonato tem seu retorno previsto para o mês de junho, somente o do Riod e Janeiro, o que por si só, demonstra um contrassenso, já que em cidades com taxas muito menores sequer voltaram a treinar. Por fim, reiteramos nosso profissionalismo e respeito ao clube, que tem sido incansável na luta de preservar nossa saúde e de nossos funcionários, mas deixamos claro que jogaremos sob protesto caso o Fluminense seja obrigado a jogar antes do tempo no momento de maior dificuldade da humanidade nos últimos 100 anos -.

Leia também