Em leilão, sede social do Paraná é arrematada por R$ 9,1 milhões

Daniel Piva
Ônix Empreendimentos comprou a sub-sede no Boqueirão por R$ 9,25 milhões

Um dia após a vitória no clássico contra o Atlético-PR, o Paraná sofreu uma derrota fora de campo e perdeu mais um patrimônio na manhã desta quinta-feira. A sede social do Boqueirão, em frente à Vila Olímpica, foi arrematada por R$ 9,1 milhões. O grupo de investidores e o Tricolor ainda vão avaliar a venda antes de concretizar.

Com 21 mil metros quadrados, a sub-sede paranista foi a leilão devido a ação do ex-professor de futsal do clube, Vinícius dos Santos França, em ordem de execução da 2ª Vara de Trabalho de Curitiba. O lance inicial era de R$ 18,1 milhões, mas a oferta única veio pela metade do valor.

Feito de forma condicional, devido ao lance ter sido inferior ao preço mínimo, o Paraná pode aprovar ou rejeitar o montante, embargando a venda. Um representante de um grupo de investidores de São Paulo, que arrematou a sede, vai visitar o local na sexta-feira para avaliar o imóvel. Com problemas financeiros, Tricolor estará presente e deve concordar com a quantia. Se recusar, um novo leilão está marcado para o dia 4 de abril.

O dinheiro da venda promete desafogar o caixa paranista. A intenção da diretoria é usar o valor para pagar as dívidas trabalhistas, que estão sendo negociadas há mais de um mês, e desbloquear verbas bloqueadas em suas contas para deixar o clube viável no dia a dia. O Tricolor ainda pretende aderir ao Ato Trabalhista e conseguir tirar as Certidões Negativas de Débitos (CND) para voltar a ter o patrocínio da Caixa, finalizado em 2014 por não estar em dia com suas obrigações.





E MAIS: