Em 'jogo de três horas', Juazeirense elimina Sport na Copa do Brasil

Futebol Latino
·3 minuto de leitura


A Juazeirense conseguiu exercer o poder de mandante e, mesmo tomando a virada do Sport e em meio a um sério problema de abastecimento energético, conseguiu ter forças para novamente reverter o quadro para se classificar a segunda fase da Copa do Brasil. Além da vaga, a classificação diante dos pernambucanos fez com que o Cancão de Fogo garantisse como prêmio mínimo R$ 675 mil.

>Confira os duelos da Copa do Brasil

QUE ANIMAÇÃO É ESSA!

Logo na primeira oportunidade que teve de levar algum perigo ao gol de Luan Polli, o time da casa conseguiu alcançar o resultado parcial que lhe interessava abrindo a contagem com Kesley. Na batida de falta com muita força executada por Clébson, o arqueiro Luan Polli espalmou na direção do meio da área e o atacante chegou batendo para estufar as redes pernambucanas. Entretanto, antes mesmo dos 15 minutos de jogo, o Leão da Ilha retomou o direito de se classificar com a igualdade depois de Patric ser derrubado dentro da área e a arbitragem assinalar a penalidade. Na batida, Ronaldo Henrique foi preciso na sua batida ao colocar a bola no canto direito e ver Rodrigo Calaça cair para o lado oposto.

NO LUGAR CERTO, NA HORA CERTA

Ainda na etapa inicial, a situação que já estava mais confortável para os visitantes se tornou ainda melhor quando Mikael exerceu o papel que dele se espera como centroavante e estava bem posicionado no rebote do chute de Sander. Após o lateral-esquerdo acertar um potente chute na trave esquerda de Calaça, o camisa 99 teve o trabalho de tocar na bola e marcar o tento da virada do Sport em Juazeiro.

FILME REPETIDO E VIRADA NO SERTÃO

Assim como já havia acontecido nos primeiros 45 minutos, bastou o Cancão de Fogo chegar pela primeira vez no ataque que o gol saiu. Dessa vez, a jogada aconteceu pelo lado esquerdo da defensiva do Sport onde o cruzamento na direção da pequena área encontrou Clébson livre onde o meio-campista sequer pulou para testar firme, no canto esquerdo de Luan Polli.

De cabeça saiu o tento da igualdade através de bola cruzada no lado direito do ataque da Juazeirense, da mesma forma o zagueiro Cléber conseguiu o gol que colocava a equipe do sertão baiano na próxima fase da Copa do Brasil. O zagueiro também apareceu nas costas da defesa e testou para superar Luan Polli, 3 a 2.

FINAL TENSO

Além da natural adversidade no marcador, aos 50 minutos uma queda de energia apagou boa parte dos refletores no estádio Adauto Moraes e fez o confronto ser forçosamente interrompido. O embate chegou a ser retomado depois de 25 minutos em um primeiro momento, mas um novo problema nos refletores fez com que a partida precisasse novamente parar diante do problema de abastecimento energético.

Problema esse, aliás, que fez o compromisso terminar em meio a falta de condições de prosseguir com o mesmo.

FICHA TÉCNICA
JUAZEIRENSE 3 x 2 SPORT

Local: Estádio Adauto Morais, em Juazeiro (BA)
Data e hora: 10/03/2021 - 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Ramon Abatti Abel
Assistentes: Alex dos Santos e Henrique Neu Ribeiro
Cartões amarelos: Daniel, Sapé, Eron (JUA); Mikael, Rafael Thyere (SPO)
Cartões vermelhos:

GOLS: Kesley (1'/1°T) (1-0), Ronaldo Henrique (11'/1°T) (1-1), Mikael (20'/1°T) (1-2), Clébson (1'/2°T) (2-2), Dedé (21'/2°T) (3-2)

JUAZEIRENSE (Técnico: Givanildo Sales)

Rodrigo Calaça; Carlinhos, Dedé, Jamerson e Daniel Nazaré; Waguinho, Patrik (Sapé, no intervalo) e Clébson (Antony, aos 36'/2°T); Danillo Bala (Nino Guerreiro, aos 19'/2°T), Beleu (Elcarlos, no intervalo) e Kesley (Wendell, aos 50'/2°T).

SPORT (Técnico: Jair Ventura)

Luan Polli; Patric, Adryelson, Pedrão (Matheusinho, aos 25'/2°T), Rafael Thyere e Sander; Ronaldo Henrique (Chico, aos 44'/2°T), Marcão e Gustavo Oliveira (Ricardinho, aos 33'/2°T); Ewerton (Paulinho, aos 25'/2°T) e Mikael.