Em jogo quente na Javari, Juventus elimina o Coritiba pela Copinha

·4 min de leitura
Masson foi o autor de dois gols na partida (Foto: Reprodução/Paulistão)


No fim da manhã e começo de tarde desta quinta-feira (13), Coritiba e Juventus se enfrentaram em partida válida pela segunda fase da Copinha 2022. Jogando na Rua Javari, o Moleque Travesso levou a melhor e bateu o adversário por 3 a 1. Os gols do time paulista foram anotados por Masson, duas vezes, e Derik. Por outro lado, Ricardo Bambu, contra, fez o tento do Coxa.

Agora, o Juventus avança de fase e aguarda o vencedor do confronto entre Real Brasília e Canaã para saber quem será o seu adversário. Enquanto isso, o Coritiba volta para casa.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

JUVENTUS NA FRENTE
O começo do jogo na Rua Javari foi de muitos movimentos. Antes dos 5 minutos, Athyrson aproveitou cruzamento na pequena área e finalizou. Sidnei mostrou tempo de reação e fez a defesa, mas, na sobra, Dudu foi derrubado e o pênalti foi marcado. Na cobrança, Masson deslocou o goleiro e abriu o placar para o Juventus.

Em resposta ao gol sofrido, o Coritiba tentou correr atrás do prejuízo. De longe, Kaio tentou chute firme, mas Cauã, bem posicionado, defendeu em dois tempos. Do outro lado, o Juventus tentou as jogadas em velocidade com Dudu, mas o camisa 7 esbarrou na defesa adversária.

PÊNALTI E TRAVE!
A pressão inicial do Juventus seguiu abaixando com o passar do tempo na Rua Javari. Mesmo assim, o time grená assustou em novo lance de velocidade de Dudu, que encontrou Masson. O centroavante arriscou de longe e Sidnei espalmou no canto direito.

Quando a etapa já passava da sua metade, o Coritiba teve a sua melhor chance para empatar. Kaio foi derrubado na área e o pênalti foi marcado. Na cobrança, Maicky parou na defesa de Cauã. Mais tarde, o Coxa teve nova oportunidade em cabeceio de Jean Henrique que parou no travessão, mantendo o 1 a 0 no placar na ida para o intervalo.

VOLTOU PRESSIONANDO
O Coritiba voltou com mexidas na segunda etapa. Uma das entradas foi a de Iruan, que em poucos minutos em campo, levou perigo em um cabeceio depois de uma cobrança de escanteio.

Ao longo dos primeiros 20 minutos de bola rolando na segunda etapa, o Juventus pouco conseguiu criar oportunidades. A melhor delas veio em uma cobrança de falta de Masson, que passou do lado esquerdo do gol do Coxa.

GOL CONTRA E EXPULSÃO
Com o Coritiba tomando conta do jogo na etapa final, o gol saiu aos 25 minutos. Logo depois de entrar, Nathan Oliveira fez jogada individual pela direita e cruzou rasteiro para o meio. O goleiro Cauã espalmou e a bola bateu no pé de Ricardo Bambu, que acabou tocando contra o próprio gol.

O gol colocou ainda mais fogo no jogo e tornou a partida um pouco mais pesada em faltas. Jorge, que já havia tomado um cartão amarelo, fez falta dura no meio de campo e acabou sendo expulso.

MATOU O JOGO!
Com um a mais em campo, o Juventus tratou logo de matar o jogo. Logo depois da expulsão de Jorge, Masson recebeu pelo bico esquerdo da área, cortou para o meio e bateu colocado. A bola morreu no canto esquerdo de Sidnei, que não teve o que fazer.

Poucos minutos depois de voltar à frente, o Juventus matou o jogo com um gol de falta de Derik. Quase sem ângulo, o volante bateu direto e surpreendeu Sidnei, fazendo a bola morrer no canto oposto, fechando o jogo em 3 a 1.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 1 X 3 JUVENTUS
​​​​​​​Local
: Rua Javari, em São Paulo (SP)
Data/Horário: 13 de janeiro de 2022 (quinta-feira), às 11h30
Árbitro: Leonardo de Jesus (SP)
Assistentes: Rafael de Souza Penatte (SP) e Marcone Macedo da Silva (SP)
Gols: Masson (5'/1°T) (0-1), Ricardo Bambu (contra - 25'/2°T) (1-1), Masson (34'/2°T) (1-2), Derik (39'/2°T) (1-3)
Cartões amarelos: Filipinho, Adelan, Athyrson (Juventus), Iruan, Jorge, Diogo, Kaio, Jean (Coritiba)
Cartão Vermelho: Jorge (Coritiba)

CORITIBA: Sidnei; Diogo, Guilherme, Jean Henrique e Alec (Nathan Oliveira, aos 23'/2°T); Jorge; Maicky (Jean, aos 0'/2°T), Douglas (Geovane, aos 28'/2°T), Lucas Ronier e Kaio; Ruan (Iruan, aos 8'/2°T). Técnico: Alan Ribeiro.

JUVENTUS: Cauã; Isaque, Ricardo Bambu, Gabriel Gelado e Gustavo (Sidi, aos 38'/2°T); Adelan (Lázaro, aos 38'/2°T), Athyrson (Derik, aos 21'/2°T) e Santiago (Oliveira, aos 17'/2°T); Dudu (Warlen Maranhão, aos 38'/2°T), Filipinho e Masson (Rafinha, aos 38'/2°T). Técnico: Alessandro Santos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos