Em jogo de quase 6 horas, Murray vence Kokkinakis e vai à 3ª rodada do Aberto da Austrália

O escocês Andy Murray (número 66 do ranking da ATP) avançou à terceira rodada do Aberto da Austrália ao bater o tenista da casa Thanasi Kokkinakis (N. 159) em cinco horas e 45 minutos de partida.

Murray fechou o jogo em 3 sets a 2, com parciais de 4-6, 6-7 (4/7), 7-6 (7/5), 6-3 e 7-5, no segundo jogo mais longo da história do torneio desde que se têm registros, depois da vitória de Novak Djokovic sobre Rafael Nadal em cinco horas e 53 minutos na final de 2012.

Eram exatamente 4h06 da manhã de sexta-feira em Melbourne quando os jogadores se cumprimentaram na rede depois da vitória do escocês. Segundo a organização, foi o terceiro jogo que terminou mais tarde já registrado no tênis, depois do duelo entre Alexander Zverev e Jenson Brooksby em Acapulco-2022 (4h54 da manhã) e do confronto entre Lleyton Hewitt e Marcos Baghdatis no próprio Aberto da Austrália de 2008 (4h34 da manhã).

"Foi incrível. Ele sacou muito bem, mas joguei cada vez melhor e... sim, tenho um grande coração", disse Murray, que já havia levado quatro horas e 49 minutos para superar o italiano Matteo Berrettini (N. 14) em cinco sets e salvando um match point na primeira rodada.

Depois de abrir 2 a 0, Kokkinakis sacou para o jogo com 5–3 no placar no terceiro set, sem conseguir impedir o escocês de se recuperar e diminuir para 2 a 1 em seu primeiro set point no tie break.

Murray depois chegou ao empate e levou o jogo para o quinto set, no qual ele conseguiu a quebra para fazer 6-5 e em seguida servir para a vitória.

"Virei dois sets, já tinha feito isso! Então contei com a minha experiência, meu amor pelo jogo e pela competição", explicou Andy Murray, que no sábado enfrenta o espanhol Roberto Bautista por uma vaga nas oitavas de final.

ig/pm/cb