Em jogo duro, jovem time do Cruzeiro derrota o Villa Nova

Valinor Conteúdo
LANCE!
Jogadores do Cruzeiro se concentram antes do início da partida (Bruno Haddad/Cruzeiro)
Jogadores do Cruzeiro se concentram antes do início da partida (Bruno Haddad/Cruzeiro)

Os jovens do Cruzeiro conseguiram mais uma vitória no Campeonato Mineiro. A Raposa derrotou o Villa Nova por 1 a 0, com gol contra de Wellington Souza, garantindo os três pontos para o time azul.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM
SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O jogo foi complicado, pois o Villa Nova não se intimidou com a camisa estrelada e encarou o Cruzeiro, sem medo de tentar buscar o gol. O resultado da dureza do adversário, foi um time tendo de trabalhar mais a bola, buscar rodar o jogo, sem ficar ansioso pelo gol.

O alívio só veio na parte final do jogo, quando Adílson Batista apostou na força ofensiva do seu grupo, deixando o ataque com mais jogadores capazes de mudar o placar. A ousadia do treinador deu certo, gerando a segunda vitória celeste no Estadual.

Leia também:

O resultado levou o Cruzeiro aos seis pontos, mesma pontuação d Galo, mas o time azul tem um jogo a menos, já que o duelo com o Tombense foi adiado em virtude das chuva. Já o Villa amargou sua segunda derrota na competição e também tem uma partida a menos, contra o América, por problemas com as fortes chuvas que assolam Minas Gerais.

Início promissor, mas o Villa segura bem o ímpeto celeste

A Raposa apostou na correria dos seus meninos e até criou boas chances, mas a defesa do Villa Nova estava bem postada, evitando que o placar fosse aberto.

Maurício dando trabalho

O meia, muito pedido pelos torcedores, teve as melhores jogadas da equipe e quase deixou o seu gol em uma boa cabeçada. Após os bons lances, Emerson Ávila, que conhece bem o jogador dos seus tempos de coordenador da base celeste, pediu marcação mais de perto.

Villa sem medo do Cruzeiro

Umas das coisas que podem deixar os jogos do Cruzeiro mais interessantes é que a jovem equipe celeste “diminui” o medo dos times do interior em encarar a Raposa. O Villa tentou o gol, não se intimidou e gerou alguns momentos de perigo para Fábio.

Outra vez Maurício. Quase!

O meia foi o jogador que mais se mexeu no ataque do Cruzeiro, criando opções para receber bolas em boas condições de tentar o gol. Ele testou sozinho para o gol, mas foi fraco, para a defesa de Vilar.

Torcida do Cruzeiro impaciente

Mesmo com um time cheio de jovens, o torcedor da Raposa que foi ao campo estava impaciente, uma característica do cruzeirense, sempre muito exigente com o time. Deu para ouvir reclamações e até algumas vaias (a maioria para o Villa Nova) vindas da arquibancada.

Adilson manda o time para cima do Villa

O comandante da Raposa apostou tudo pelos três pontos e colocou uma equipe mais ofensiva, tirando o volante Adriano e colocando o meia Marco Antônio. Deu resultado…

Jogada de Marco Antônio, gol do Villa... contra

Em jogada pela direita, o meia driblou o marcador, cruzou de esquerda e Wellington Souza tentou tirar da área, mas mandou para o fundo das próprias redes. Alívio no Mineirão.

Ganhando “casca grossa”

A meninada do Cruzeiro ainda terá mais testes duros no Estadual e com mais um resultado positivo, no sufoco diante de um Villa Nova mais experiente, vai ganhando rodagem no profissional e a “casca” vai se se tornando mais grossa.

Agenda dos clubes

O Cruzeiro vai a Juiz de Fora duelar com o Tupynambás, no Estádio Mário Helênio, domingo, 2 de fevereiro, às 19h. O Villa Nova terá a Caldense pela frente, também no domingo, só que às 10h30, no Estádio Ronaldão, em Poços de Caldas.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 1x0 VILLA NOVA

Data-hora: 28 de janeiro de 2020, às 20h (De Brasília)
Estádio: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima
Assistentes: Pablo Almeida Costa e Marconi Helbert Vieira
Cartões Amarelos: Adriano, Judivan, Rafael Santos (CRU), Roniery, Rodolfo Mol (VIL)
Cartões Vermelhos: -
Público e renda: não divulgados

Gols: Wellington Souza, contra, aos 37’-2ºT (1-0)

CRUZEIRO: Fábio, Edilson, Léo, Cacá, Rafael Santos, Adriano (Marco Antônio, aos 33’-2ºT), Jadsom, Rodriguinho, Maurício, Alexandre Jesus (Caio Rosa, aos 15’-2ºT), Judivan (Welinton-intervalo) Técnico: Adilson Batista.

VILLA NOVA: Vilar; Roniery (Renato Bruno, aos 35’-1ºT), Rodolfo Mol (Wellington Reis, aos 33’-2ºT), Diego Macedo e Iury, Augusto Recife, Diogo Oliveira, Wellington Sousa e Bruno Smith (Leandro Brasília, aos 13’-2ºT), Leandro Cearense e Paulo Henrique Técnico: Emerson Ávila

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter

Leia também