Em jogo de cinco gols, Flu vira sobre Botafogo e complica rival no Carioca

Richarlison, jogador do Fluminense, comemora seu gol durante partida contra o Botafogo-RJ, válida pela terceira rodada da Taça Rio 2017. Foto: Gazeta Press

 

 

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - O Botafogo abriu 2 a 0 na etapa inicial e parecia que teria uma vitória tranquila nesta quinta-feira (23) no Estádio Nilton Santos (Engenhão). O Fluminense, porém, voltou diferente para o segundo tempo e conseguiu fazer três gols em 23 minutos de jogo e conseguiu a virada por 3 a 2.

A vitória deixa o Fluminense em situação confortável. Agora, o clube é o líder do Grupo C com seis pontos. Situação completamente diferente do Botafogo, que corre sério risco de ficar de fora das semifinais de Tala Rio e Campeonato Carioca. O Alvinegro está em 3º do Grupo B, com 4 pontos, três a menos que o Nova Iguaçu.

O JOGO

Sem fazer tantos gols na temporada, Roger, do Botafogo, teve noite iluminada. O atacante teve boas oportunidades e não decepcionou. Primeiro, ele recebeu passe de Rodrigo Pimpão e abriu o placar. Em seguida, Montillo foi o garçom: o camisa 9 não desperdiçou e deixou o alvinegro com boa vantagem.

Sem Scarpa com fissura no pé direito, a criação do Fluminense mais uma vez caiu sobre Sornoza. O equatoriano teve atuação na média, mas mostrou sua qualidade quando o Tricolor já perdia por 2 a 0. A reação poderia ter saído aos 32min, quando Sornoza acertou o travessão em cobrança de falta.

A bronca deve ter sido forte no vestiário. Isso por que o Fluminense teve postura completamente diferente no segundo tempo. Mais ousado, o Tricolor passou a oferecer perigo ao adversário. E precisou de apenas sete minutos para conseguir o empate. Aos 10min, Wellington sofreu pênalti e Richarlison converteu. O atacante, aos 17 minutos, também fez o de empate em chute cruzado. Richarlison ainda fez a jogada do terceiro gol, marcado por Renato Chaves

BOTAFOGO

Saulo; Marcinho, Joel Carli (Renan Fonseca), Emerson Silva e Victor Luis; Airton, Bruno Silva, Camilo e Rodrigo Pimpão; Montillo (Guilherme) e Roger (Sassá). T.: Jair Ventura

FLUMINENSE

Diego Cavalieri; Renato, Renato Chaves, Henrique e Léo; Douglas, Luiz Fernando (Wendel) e Sornoza; Wellington, Richarlison (Marquinho) e Henrique Dourado (Pedro). T.: Abel Braga

Estádio: Nilton Santos (Engenhão)

Árbitro: Mauricio Machado Coelho Junior

Cartões amarelos: Victor Luis, Airton (BOT) Wendel, Renato e Henrique (FLU)

Gols: Roger, aos 15 minutos e 25 minutos do primeiro tempo; Richarlison, aos 10 e 17 minutos, Renato Chaves, aos 23 minutos do segundo tempo.