Em fim dramático, Hamilton supera pneu furado e vence na Inglaterra

Carlos Costa
·3 minuto de leitura

Piloto britânico da Mercedes, Lewis Hamilton dominou o GP da Grã-Bretanha de Fórmula 1 após largar da pole position e venceu a corrida deste domingo de ponta a ponta em Silverstone, na Inglaterra. O inglês teve pneu furado na última volta, mas conseguiu levar o carro à linha de chegada.

Leia também:

Hulkenberg está fora do GP da Grã-Bretanha por problemas no carro

Companheiro do hexacampeão, o finlandês Valtteri Bottas vinha em segundo, mas teve seu pneu dianteiro esquerdo estourado no fim e caiu para o fim do grid, delegando o segundo posto ao holandês Max Verstappen, da Red Bull.

O terceiro colocado foi o monegasco Charles Leclerc, da Ferrari. 

A corrida

Na largada, Bottas foi para cima de Hamilton, mas o hexacampeão conseguiu manter a ponta e se distanciar. Leclerc chegou a passar Verstappen, mas o piloto da Red Bull deu o troco. Sainz passou Stroll e Norris e subiu para quinto. 

Quem também largou bem foi Ricciardo, que pulou para sexto, à frente de Norris e Stroll. Ocon e Vettel completaram o top-10 no giro inicial. Mais atrás, Albon tocou em Kevin Magnussen, que escapou com a Haas e teve de abandonar a prova, ocasionando safety car.

Outro que teve azar, antes mesmo das luzes vermelhas se apagarem, foi Nico Hulkenberg. O piloto, que substitui Sergio Pérez na Racing Point, sequer largou, em função de problemas hidráulicos no carro.

Na volta 7 de 52, o carro de segurança deixou a pista e a corrida retomou sua normalidade. Albon, que se envolvera em incidente com Magnussen, foi para os boxes para colocar os pneus duros. Entretanto, no 13º giro, mais uma batida que levou à entrada do safety car. Desta vez, quem se acidentou foi Daniil Kvyat, piloto da AlphaTauri, antiga Toro Rosso. Veja fotos do incidente no tweet abaixo:

Logo após a batida, todos os carros foram para os boxes para colocar pneus duros, exceto Albon, que já havia parado, e Romain Grosjean, da equipe Haas, que optou pelos compostos médios.

Perto da volta 19, o carro de segurança deixou a pista e foi anunciada uma punição a Albon, que tomou um acréscimo de 5 segundos no tempo de prova por causar colisão com Magnussen no giro inicial.

Na 37ª volta, Grosjean foi para os boxes e colocou pneus duros, voltando em último, atrás da Red Bull de Albon, da Alfa Romeo de Kimi Raikkonen, das Williams de Nicholas Latifi e George Russell, e da Alfa Romeo de Antonio Giovinazzi.

Mais à frente, Pierre Gasly, da AlphaTauri, ultrapassou Vettel pelo décimo posto. Ocon seguiu em nono, atrás de Stroll, Ricciardo e Norris. O top-5 se mantinha com Hamilton, Bottas, Verstappen, Leclerc e Sainz.

No 47º giro, Ocon ultrapassou Stroll e subiu para oitavo. O piloto da Racing Point ainda foi passado por Gasly, caindo para décimo, à frente de Vettel. Mais atrás, Raikkonen teve quebra da asa de sua Alfa Romeo.

A duas voltas do fim, o pneu dianteiro esquerdo de Bottas estourou e o finlandês teve grande prejuízo, já que estava em segundo lugar.