Em fim de contrato, Wendell fala sobre onde quer jogar em possível retorno ao Brasil

·1 minuto de leitura

Velho conhecido dos torcedores gremistas, Wendell está no Bayer Leverkusen desde 2014. Com fim do vínculo se aproximando, o jogador começa a avaliar possibilidades futuras: "Como eu tenho mais um ano de contrato, não sei se continuo ou saio, vamos esperar essa janela, mas chega uma hora que você sabe que precisa buscar alguma coisa que te motive mais. Então a gente está aberto a qualquer coisa, vamos esperar pela janela de transferências para ver o que vai acontecer", ressaltou em entrevista concedida à ESPN.

Embora ainda não tenha recebido ofertas formais, ele pensa em retornar ao Brasil novamente: "Espero poder voltar um dia e conquistar as coisas que eu não conquistei aqui na minha primeira passagem no futebol brasileiro". Sobre uma possível preferência, o lateral de 27 anos não escondeu cerca inclinação ao Grêmio.

Lateral-esquerdo jogou no Imortal em 2014. | Lucas Uebel/Getty Images
Lateral-esquerdo jogou no Imortal em 2014. | Lucas Uebel/Getty Images

A primeira equipe que eu daria oportunidade no Brasil seria o Grêmio pela história, pelo carinho da torcida, pela conexão que eu criei ali na cidade também com o clube. E a primeira opção sempre seria o Grêmio, mas a gente está aberto para qualquer coisaWendell à ESPN

No Imortal, o jogador disputou 18 partidas e deu uma assistência.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos