Em evolução no Santos, Sandry revela inspiração em Thiago Alcântara e cita sonhos para 2021

Arthur Faria
·2 minuto de leitura


O Santos voltou a contar com os Meninos da Vila em 2020. Sem poder registrar reforços, o Alvinegro terminou o ano com 14 relacionados oriundos das categorias de base no empate em 1 a 1 com o Ceará, pelo Brasileirão. Um deles foi Sandry, titular nas últimas cinco partidas.

Com pouco espaço com Jesualdo Ferreira no início do ano, Sandry evoluiu nos treinamentos, recebeu elogios de Cuca em algumas entrevistas e ganhou notoriedade pela movimentação, controle de bola e visão de jogo.

Ao LANCE!, o camisa 38 explicou a melhora em seu futebol e até comentou a sinceridade de Cuca sobre sua forma física - o treinador revelou que o jogador estava 'meio gordinho' quando assumiu o comando do Santos em agosto.

- A sequência e a confiança que ele nos passa no dia a dia. O Cuca procura sempre conversar com todos, passar detalhes sobre posicionamento, conselhos... Isso nos deixa a vontade e confiante para jogar e treinar bem no dia a dia. Sou muito grato ao Cuca por todos os ensinamentos - disse o volante.

- Todo conselho que nos fez crescer e evoluir é bem-vindo. O Cuca tem esse cuidado. Procura sempre pontuar onde temos que evoluir e isso é importante demais. A sinceridade em que passa tudo e, claro, seu conhecimento, são fatores que nos fazem ter ainda mais confiança no trabalho desenvolvido - emendou.

>> VEJA A TABELA DO BRASILEIRÃO SÉRIE A

Além de Renato, ídolo do Santos, Sandry também vê seu estilo de jogo parecido com o meia Thiago Alcântara, atualmente no Liverpool, da Inglaterra, e com passagens por Barcelona e Bayern de Munique, da Espanha e Alemanha, respectivamente, onde foi treinado por Pep Guardiola, que sempre prega a manutenção da posse de bola e movimentação.

- Gosto muito da maneira de jogar do Tiago Alcântara. É um dos meio-campistas mais completos da atualidade - pontuou Sandry, antes de falar suas metas para 2021.

- Ser campeão com a camisa do Santos é o meu principal objetivo. Voltar a defender a camisa da Seleção Brasileira também. É trabalhar, evoluir e aproveitar as oportunidades. Só assim conseguirei alcançar meus objetivos e sonhos - comentou.

E o desejo principal do torcedor para a virada do ano é que Santos, Sandry e os outros Meninos da Vila sigam caminhando lado a lado para reescrever 2002 e conquistar mais um título importante em meio a dificuldades extracampo.