Em dia de solidariedade, crianças vencem Corrida do Bem em prol do Instituto Ingo Hoffmann no Velo Città

FERNANDO SILVA, FELIPE NORONHA
Grande Prêmio

.embed-container {position:relative;padding-bottom:56.25%;height:0;overflow:hidden;max-width:100%;}.embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed {position:absolute;top:0;left:0;width:100%;height:100%;}


Um dia de vitória das crianças e da solidariedade. A Corrida do Bem, ação social promovida pela Vicar em conjunto com o Instituto Ingo Hoffmann, aconteceu na tarde desta sexta-feira (21) no Velo Città, em Mogi Guaçu, interior de São Paulo. O evento compreendeu a presença de dez carros pilotados por grandes nomes da Stock Car em uma prova de três voltas, em que cada um teve ao seu lado uma personalidade. A intenção era arrecadar a maior quantidade possível de fundos em prol do Instituto Ingo Hoffmann, entidade sem fins lucrativos que há 11 anos se destina a ajudar famílias e crianças em tratamento do câncer. A ação arrecadou, até agora, mais de R$ 140 mil.

As doações foram impulsionadas pelos pilotos e pelas equipes por meio das suas respectivas redes sociais. Cada equipe também contribuiu com suas doações. A ordem do grid de largada da Corrida do Bem foi definida justamente pela quantidade que cada um conseguiu arrecadar. Destaque para Lucas Foresti, que conseguiu R$ 17.552,26 e largou na pole-position. Ricardo Maurício arrecadou R$ 13.600,00 e partiu em segundo, enquanto Rafael Suzuki conseguiu a terceira maior arrecadação entre os pilotos: R$ 12.270,00.

Pilotos e convidados, todos unidos por uma causa nobre em prol das crianças (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar/Vipcomm)



O grid ainda contou com Rubens Barrichello, Nelsinho Piquet, Átila Abreu, Allam Khodair, Raphael Campos, o tricampeão Chico Serra e o grande idealizador da Corrida do Bem, Ingo Hoffmann, dono de 12 títulos da Stock Car e verdadeira lenda vida do automobilismo brasileiro.

Além dos pilotos, o evento contou com a presença de convidados ilustres: Rodrigo Mathias, CEO da Vicar, puxou a fila, que tinha também os ex-jogadores Fábio Luciano e Elano, o campeão da NBA Leandro Barbosa, a cantora Suellen Karine, o ator Felipe Montanari, Marcelo Oeste, diretor de marketing da CVC, o narrador Sérgio Maurício, o comentarista Lito Cavalcanti e o ex-piloto e também lenda do esporte a motor nacional, Wilson Fittipaldi.

Após três voltas, os carros pararam na reta dos boxes do Velo Città. Em seguida, todos os pilotos e convidados cruzaram a pé, juntos, a linha de chegada para retratar a vitória de um projeto campeão que já atendeu mais de dez mil pessoas ao longo de 11 anos de existência. Uma vitória da solidariedade e das crianças ajudadas pelo Instituto.

Logo após a Corrida do Bem, Ingo Hoffmann falou com o GRANDE PRÊMIO. O multicampeão contou um pouco da história do projeto, desde o começo, destacou a importância das doações arrecadadas para poder manter o Instituto forte e capaz de cumprir com seu legado social.

O ex-piloto, que voltou a acelerar justamente em prol de causa tão nobre, frisou o quão importante é o Instituto Ingo Hoffmann: “É a maior vitória da minha vida”.

Rodrigo Mathias e Ingo Hoffmann, idealizadores da Corrida do Bem em prol do Instituto (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar/Vipcomm)



Rodrigo Mathias, um dos responsáveis por levar adiante o projeto da Corrida do Bem, se mostrou orgulhoso por poder ajudar a fortalecer uma iniciativa tão especial e humana.

“Foi muito gratificante. A Vicar, em parceria com o Instituto Ingo Hoffmann, viabilizou esta ação. Queria agradecer a todos os parceiros que auxiliaram nesta causa tão nobre, em ajudar crianças com câncer, a ter uma projeção melhor, um tratamento adequado, humano. É um trabalho fantástico que o Ingo desenvolve há anos e só temos a agradecer. O Ingo é nosso maior ídolo da Stock Car, com 12 títulos, é uma pessoa fantástica por todos estes predicados esportivos e sociais”, reverenciou o executivo.

Leia também