'Traíra': Runco detona Tannure e questiona tempo de recuperação de Ederson

O ex-chefe do departamento médico do Flamengo, José Luis Runco, criticou o atual responsável pela pasta, Márcio Tannure e o chamou de 'traíra'. O antecessor ficou muito irritado pelo fato do seu filho, o cirurgião Guilherme Runco, ter sido excluído da cirurgia do meia Diego, no último sábado. Além de maldizer Tannure, Runco questionou o tempo de recuperação do meia Ederson, operado por ele. Segundo o ex-médico do Rubro-Negro, o jogador deveria ter voltado a jogar em novembro do ano passado.

- O Márcio é traíra. Traíra é traíra. Não sei o que está acontecendo com o Ederson. Essa demora não tem a ver com a cirurgia. O Márcio sempre me passou que o problema era de equilíbrio muscular. Não sei por que ele não volta. A única pessoa que pode responder isso é o Márcio Tannure. Na pior das hipóteses, era para o Ederson ter voltado em novembro. Mas era fim de ano, entraram as férias... Perguntei outro dia ao Márcio. Parece que é um problema da parte física, sei lá o que é. Não sei e nem me envolvi mais para não ter problema. Mas garanto que não houve nenhum problema com a cirurgia. Nunca ninguém me ligou para dizer que o joelho estava inchado ou com hematoma - disse Runco ao jornal "Extra".

Diego foi submetido a uma artroscopia no joelho direito no último sábado, num hospital na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Guilherme Runco, que tinha um acordo para operar os jogadores do Flamengo, ficou fora da cirurgia e não gostou nada da decisão de Tannure. Por isso, decidiu deixar o clube.

José Luis Runco ainda questionou a capacidade de Tannure como cirurgião e diz que ele não passou na prova para exercer essa função.

- Tem mais: os médicos cirurgiões já estão chateados com ele, que se posiciona como médico que opera. Ele não opera. Ele não passou na prova da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho. Foi reprovado em 2010 e 2012 - finalizou em contato com o "Extra".

Procurado pela reportagem, Tannure não quis comentar as declarações do seu ex-chefe. Eles trabalharam juntos no Flamengo por alguns anos.









E MAIS: