Em decisão unânime, clubes belgas aprovam fusão com o futebol holandês

LANCE!
·1 minuto de leitura

Nesta terça-feira, a Pro League, primeira divisão do futebol belga, aprovou, em votação que terminou com decisão unânime, a fusão da liga da Bélgica com a Eredivisie, primeira divisão do futebol holandês. Com isso, a BeNeLeague seria criada para belgas e holandeses.

A fusão entre a Pro League, primeira divisão belga, e a Eredivisie, primeira divisão holandesa, foi aprovada com unanimidade pelos clubes da Bélgica. A BenNeLeague ('Be' de Belgium e 'Ne' de 'Netherlands), teria início a partir de 2025.

Leia também:

- Essa ambição se baseia tanto no respeito às aspirações esportivas das grandes equipes quanto na necessidade de estabilidade econômica de outros clubes profissionais. Os 25 clubes querem, de forma unânime, dar todas as chances à eventual conquista da BeNeLeague. A gestão da Pro League passará a ter um papel ativo neste projeto - publicou a entidade belga.

A decisão dos clubes belgas e holandeses explica-se pela alta demanda de dinheiro pelos direitos televisivos no futebol atual. A BeNeLeague pode gerar até 400 milhões de euros (R$ 2,6 bilhões na cotação atual do real), e a fusão já gerava interesse em 2019.

Atualmente, a Jupiler Pro League, da Bélgica, recebe cerca de 80 milhões de euros (R$ 531,3 milhões na cotação atual) apenas em direitos televisivos por temporada, e o aumento considerável é extremamente apoiado pelos clubes belgas.