Em cenário desolador, Lima fala após rebaixamento do Ceará

Jogador vê necessidade de reflexão para o plantel do Vozão (Divulgação/Ceará)


Em meio ao cenário melancólico que se abateu na equipe do Ceará após a derrota por 2 a 0 contra o Avaí onde foi confirmado matematicamente o rebaixamento para a Série B, o meio-campista Lima tentou ser a voz da equipe logo após o apito final no Estádio da Ressacada.

>Quem foi o craque do Brasileirão 2022? LANCE! escolhe os melhores

Com diversos atletas chorando e visivelmente abalados, coube a Lima tentar expressar o sentimento do elenco do Vozão onde o sentimento é de que o momento exige reflexão nas ações tanto dentro como também fora das quatro linhas:

- Pedir desculpa, né? Não foi nesse jogo que a gente caiu, já vem no decorrer (do Brasileirão), com muitas falhas, então, infelizmente, aconteceu. Agora temos que descansar, refletir o que foi esse ano onde tiveram muitas coisas erradas, tanto dentro de campo como fora. É levantar a cabeça e pensar em 2023 pra gente voltar forte pra Série A depois.

Analisando sobre a queda de rendimento apresentada pela equipe na reta final do Brasileirão, Lima entende que a saída do técnico Dorival Júnior para assumir o Flamengo foi um baque o qual o plantel não conseguir se reabilitar:

- As eliminações no Cearense, Copa do Nordeste... Com a chegada do Dorival houve uma crescida na equipe e veio a saída dele... creio que sentimos bastante, não conseguimos reerguer o elenco. E aí vieram as derrotas em sequência onde, infelizmente, aconteceu esse rebaixamento. A gente sabe que, com o elenco que nós temos, não era para estarmos nessa situação. A gente pede desculpa. Eu estava aqui no elenco de 2017, na Série B, e a gente conseguiu o acesso. Agora, é levantar a cabeça e colocar o Ceará de volta na Série A.

Antes de pensar na próxima temporada, o Alvinegro de Porangabussu tem a partida válida pela última rodada do Campeonato Brasileiro para cumprir. Na oportunidade, a equipe dirigida interinamente por Juca Antonello receberá o Juventude, às 16h (de Brasília) do próximo domingo (13), na Arena Castelão.