Em casa: Flu volta ao Giulite em decisão contra Criciúma na Copa do Brasil

Nesta noite, às 19h30, a equipe de Abel tem mais um confronto decisivo na temporada. O Fluminense enfrenta o Criciúma, pelo segundo jogo da terceira fase da Copa do Brasil, com força máxima. Como empatou por 1 a 1 em Santa Catarina, pode até empatar por 0 a 0 que garante a classificação. E o time tem tudo para se sentir à vontade. A volta ao estádio Giulite Coutinho, interditado desde janeiro, pode fazer o time se sentir em casa. Para Henrique Dourado, a força das arquibancadas pode fazer a diferença dentro de campo.

- Quando um time de fora vem jogar na nossa casa, no Giulite Coutinho, e a nossa torcida entende esse termo, nós jogadores tiramos proveito disso. Se todos forem com esse pensamento, vai ser difícil de vencer a gente lá. Nós temos que adotar o termo 'casa' mesmo - disse o atacante Henrique Dourado.

No ano passado, o Tricolor viveu bons momentos no estádio do América. A arrancada na metade do Brasileirão foi embalada pela torcida no Giulite Coutinho e o clube chegou a sonhar com a Libertadores. Nesta noite, porém, a tarefa é mais difícil. Será o terceiro duelo contra o Criciúma na temporada e os visitantes, comandados pelo técnico Deivid, conhecem as armas do Fluminense. Para o Ceifador, o jogo será estudado do começo ao fim.

- Acho que não vamos ter facilidade. Nós já jogamos duas vezes com o Criciúma e vai ser nos detalhes, dos dois lados. Estamos estudando bastante, essas partidas fazem com que a gente conheça mais o adversário. Vamos nos apegar nisso. Temos tudo para fazer um grande jogo e a classificação.

Sem Scarpa, lesionado, Abel Braga mantém o esquema com três atacantes. No gol, Cavalieri deve começar jogando depois de boa atuação contra o Boavista - a terceira dele no ano. O lateral Lucas será poupado. A provável escalação tem: Cavalieri; Renato, Renato Chaves, Henrique e Léo; Orejuela, Douglas, Sornoza; Wellington, Richarlison e Henrique Dourado.







E MAIS: