Em busca de vitória no UFC, ex-NFL evita justificativas: "Perdedores não podem falar"

EX-NFL projeta duelo com Jon Jones na divisão dos pesados; entenda
EX-NFL projeta duelo com Jon Jones na divisão dos pesados; entenda

Greg Hardy terá a oportunidade de conquistar a primeira vitória no UFC no próximo sábado (27), na Flórida (EUA), em duelo contra Dmitry Smoliakov. Atleta profissional de MMA há menos de um ano, o ex-jogador da NFL (principal liga de futebol americano) estreou no Ultimate em janeiro, mas foi desqualificado do combate contra Allen Crowder após aplicar um golpe ilegal no rival. Consciente do erro que cometeu, o atleta prefere se manter em o silêncio a tentar se justificar.

Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, Hardy ressaltou que, ainda que ele tenha aplicado a joelhada ilegal em decorrência de inexperiência, nada do que ele disser mudará o fato. Na ocasião, Crowder ainda tinha os joelhos no chão quando Greg o golpeou, algo proibido nas regras do UFC. Deste modo, ele agora espera vencer seu próximo desafio para provar que merece um lugar na maior liga de MMA do planeta.

“Perdedores não podem falar, cara. Não importa como isso aconteceu. Se eu tivesse ganho, teria sido uma história diferente, eu teria uma história para contar. (…) Mas eu sou um perdedor agora, cara. E até que eu prove o contrário, o que eu disser não significa nada. Você tem que voltar à prancheta e pagar o preço, que é o que estou fazendo agora”, relatou Hardy.

Atleta profissional desde junho de 2018, Greg possui apenas quatro lutas de artes marciais mistas em seu cartel. No retrospecto do lutador de 30 anos constam três vitórias – duas delas em exibições na versão americana do ‘Contender Series’ – e a derrota por desqualificação.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também