Em busca de resultado, Tite deve optar por Lodi e Fabinho contra a Coreia do Sul

O Brasil perdeu para a Argentina por 1 a 0, nesta sexta-feira(15), em Riade, na Arábia Saudita. Com a derrota, o time de Tite chegou ao quinto jogo seguido sem vitória e entra bastante pressionado para encarar a Coreia do Sul, último adversário de 2019. 

Sabendo disso, Tite deixou claro durante entrevista coletiva que a seleção precisa buscar o resultado e admitiu que pode fazer algumas mudanças. Para o confronto contra os argentinos, ele optou por colocar Éder Militão e Lucas Paquetá, deixando Marquinhos e Coutinho de fora. Na segunda etapa, no entanto, voltou a colocar o jogador do Bayern de Munique na equipe. 

O desempenho na segunda etapa, segundo o próprio treinador, foi menos satisfatório do que o primeiro, mas ele ressaltou individualmente dois atletas: Fabinho e Renan Lodi. A dupla, inclusive, está cotada para começar jogando contra a Coreia do Sul. 

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Desde que vestiu a amarelinha pela primeira vez, na última data FIFA, Lodi se mostrou bastante à vontade. Diferente de Alex Sandro, que não vem colecionando bons jogos. O lateral da Juventus chegou a ser apontado por Tite como o sucessor de Marcelo e Filipe Luís, mas mesmo com sequência não vem correspondendo. 

Renan Lodi, ganhou elogios do treinador pela forma como entrou e se comportou na partida. Tite deve optar pelo jogador para começar a partida contra a Coreia do Sul e dar um descanso para Alex Sandro. 

Renan Lodi Brasil Argentina Amistoso 15 11 2019
Renan Lodi Brasil Argentina Amistoso 15 11 2019

(Foto: Lucas Figueiredo / MoWa Press)

"Aqueles jogadores que entraram bem, vamos tentar ajustar. Fabinho entrou bem, Lodi entrou bem. Você começa a ter versatilidade. Não estou falando que eles vão jogar. Quando trouxemos dois meias consolidados, deixando o Firmino na frente, ele (o sistema) trouxe um up". 

No meio-campo, ele também elogiou Fabinho e admitiu que pode mexer no setor para encontrar uma trânsição ofensiva mais rápida. O jogador do Liverpool vive grande fase na Inglaterra e precisa ter mais chances na Canarinho. 

"Depois da Copa América tivemos dois externos de velocidade para composição com dois centrais e fazer quatro homens do meio. Mas não tivemos como dar sequência. O que o Fabinho pode dar: deixar dois jogadores posicionais na frente dele, e deixar mais um jogador criativo na frente deles. Não faz 1-2, faz 2-1, daqui a pouco pode fazer uma alternativa nossa. A gente começa a procurar", disse o treinador após o jogo. 

A seleção brasileira encara a Coreia do Sul na próxima terça-feira(19), em Abu Dhabi. Esse é o último compromisso do Brasil neste ano de 2019. Depois disso, a equipe volta a campo apenas em março de 2020, já pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. 

Leia também