Em busca de novas receitas, clubes inovam em capitalização de patrocinadores

·2 minuto de leitura


Com a falta da renda de bilheteria, os clubes brasileiros estão buscando alternativas para capitalizar propriedades dos uniformes e assinar com novos patrocinadores. Seja na camisa de jogo ou passeio, os investimentos passaram a ser mais importantes com os impactos causados pela falta de público nos estádios.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

Apesar do momento complicado, o mercado está aquecido. Dentre as agremiações da Série A, mais de 120 parcerias foram concretizadas ou renovadas durante a pandemia. Com grande espaço na mídia, a logomarca de empresas estampadas nas camisetas parece ser o melhor caminho para exposição, mas Fernando Lamounier, diretor de marketing da Multimarcas Consórcios, alerta para a importância das ativações para cativar o torcedor.

- As relações entre clube e patrocinador não devem se limitar em apenas colocar a logomarca da empresa. Para estas parcerias, é preciso um passo a mais: buscar a capitalização e oportunidades para fortalecer o nome da empresa ao chegar no público final. No Atlético-MG, por exemplo, o programa ‘Consórcio da Massa’ trabalha com este conceito. O intuito é fazer descontos, promoções diferenciadas para os sócios da agremiação - afirmou o executivo.

De volta à elite do futebol brasileiro, o Juventude inovou e fechou um acordo inédito no cenário nacional. O clube da serra gaúcha aproveitou a popularidade do material entre os atletas e fechou uma parceria para terceirizar a fabricação dos meiões do clube. Com a negociação, a ProSocks terá um espaço para divulgação no uniforme da equipe jaconera.

- As meias já eram populares entre os jogadores, conseguimos alinhar com a empresa e assinamos este contrato inovador no campo dos patrocínios. A ProSocks é uma marca que vem crescendo e se destacando no cenário nacional, por isso é importante contar com mais esse parceiro para a temporada. Além disso, nosso departamento de marketing trabalha com diversas formas de prospecção, fechamos parcerias também para o fornecimento de máscaras. Estas negociações são importantes para o planejamento financeiro do clube - conta Fábio Pizzamiglio, vice-presidente de marketing do Ju.

A particularidade de alguns atletas com os uniformes abriu espaço para novas receitas, mas acendeu o alerta sobre a importância do jogador preservar o material de jogo durante uma partida. Seja dobrar a camisa ou levantar o calção, essas são algumas atitudes que os profissionais devem tomar cuidado para não acontecer de prejudicar a exposição de quem pagou o espaço para divulgação.

- São situações pontuais. Alguns atletas preferem jogar com o uniforme para dentro do calção ou com camisa dobrada. Pela minha experiência em casos assim, posso dizer que as relações com os patrocinadores não são comprometidas, mas os jogadores devem entender a importância do investimento para o clube e valorizar o material de trabalho da melhor forma possível - conta Marcelo Palaia, especialista em marketing esportivo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos