Em busca de mais recordes pelo Corinthians, Cássio diz que quer jogar até os 40 anos de idade

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Neste sábado, quando entrar em campo contra o Red Bull Bragantino, Cássio completará 550 jogos pelo Corinthians, e igualará Cláudio, o maior artilheiro da história do clube. Será mais uma marca atingida pelo goleiro, que está em sua décima temporada defendo a camisa alvinegra e quer mais. Apesar de tudo, ele ainda segue surpreso com o tamanho que alcançou na história corintiana.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Confira as fotos da nova terceira camisa roxa do Corinthians

Em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira, véspera do duelo com o Massa Bruta, Cássio falou com a imprensa sobre a superação dessas marcas e os seus próximos objetivos dentro do Timão. Entre eles está o de jogar até os 40 anos, se estiver em forma e podendo disputar títulos em alto nível.

- Cheguei a décima temporada pensando ano a ano, pra goleiro tenho bastante futebol ainda, vem evoluindo muito os treinamentos. Tenho em mente jogar até os 40, me cuidando dentro e fora, tendo desempenho bom, brigando por títulos. Espero ficar muito tempo vestindo a camisa do Corinthians.

- A gente olha para trás e vê o que construiu, que valeu a pena todo sacrifício. me sinto feliz, estar no Corinthians sempre te motiva a querer mais, a bater marcas, a bater metas. Não que eu vá quebrar recordes e desmerecer pessoas que fazem parte da historia, tenho respeito por todos, eles ajudaram a fazer essa historia - completou o camisa 12.

Apesar de tudo isso que atingiu pelo Corinthians, Cássio continua sem ter a real noção do que representa dentro do clube. Por essas e outras, ele foca em seguir trabalhando, com os pés nos chão, e desfrutar das consequências disso, que devem ser mais recordes e recordes nos próximos anos de futebol

- Confesso que até hoje não tenho noção. Vejo como uma coisa boa para ter humildade, pés no chão e seguir se dedicando, almejando coisas maiores. Sempre penso ano a ano e estou na décima temporada. Quando vc trabalha e se dedica, as coisas vão acontecendo. Bati metas que eu nem sabia, vou lá no mural e vejo, fico lisonjeado, mas prefiro viver o dia a dia, construí uma coisa bem bacana aqui, respeito que tenho por todo mundo. Vou completar 550 jogos, tenho que agradecer a muita gente que acreditou em mim e no meu trabalho, que me ajudaram, o pessoal que trabalha aqui, amigos e família.

Com sua continuidade do clube e titularidade incontestável, a tendência é que no ano que vem Cássio ultrapasse Ronaldo Giovanelli como goleiro que mais defendeu o Timão na história. Faltam cerca de 50 partidas para igualar as 602 do também ídolo da Fiel torcida e hoje comentarista esportivo na Band.

- Posso até passar o Ronaldo, mas para mim ele sempre vai ser o maior goleiro da historia do Corinthians, posso ter mais títulos, mas é um cara que respeito. E fico feliz, não tem vaidade, ele fala super bem comigo. Ronaldo, Julio Cesar, Dida, Gylmar, entre tantos goleiros que passaram aqui e fizeram a historia do Corinthians ser grandiosa, fico feliz em dar continuidade - concluiu.

O Corinthians entra em campo neste sábado, contra o Red Bull Bragantino, às 19h, fora de casa, pela 23ª rodada do Brasileirão-2021. Atualmente, o Timão ocupa a sexta posição na tabela com 33 pontos em 22 jogos disputados.

Coletiva Cássio - Corinthians
Coletiva Cássio - Corinthians

Cássio concedeu coletiva (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos