Em boa fase, Arthur Nory e Caio Souza do chegam otimistas para o Mundial de ginástica artística

Arthur Nory e Caio Souza estão se preparando para o Mundial, em Liverpool (Foto: Divulgação)


Com o objetivo de confirmar os bons resultados que vêm conquistando na atual temporada, os ginastas Caio Souza e Arthur Nory estreiam na próxima segunda-feira no Mundial de ginástica artística, em Liverpool, na Inglaterra. Os dois atletas estarão ao lado dos demais integrantes da seleção brasileira masculina e iniciam sua participação na competição na prova por equipes, a partir das 11h50 (de Brasília).

+ O Vasco sobe? Veja probabilidades

Caso a equipe brasileira se classifique, a final por equipes acontecerá no dia 2 de novembro, a partir das 13h25. No dia 4, será a decisão do individual geral, começando às 13h45. Caio e Nory poderão disputar as finais por aparelhos, caso tenham se classificado, nos dias 5 e 6 de novembro, começando sempre às 9h15, no horário de Brasília.

A expectativa dos dois ginastas, membros do Time Ajimoto, é a de manter em Liverpool a boa fase que eles estão apresentando nas últimas competições. Especialmente Caio Souza, que recentemente terminou os Jogos Sul-Americanos realizados em Assunção, no Paraguai, como o grande nome na ginástica masculina, quando conquistou cinco medalhas, sendo quatro de ouro.

Antes, o ginasta nascido em Volta Redonda já vinha colecionando ótimos resultados nas etapas da Copa do Mundo, como em Paris, em setembro, ao levar o ouro na prova das barras paralelas e a prata no salto.

- Neste Mundial eu espero competir da melhor forma possível. Não consigo controlar o resultado que irei alcançar, apenas o que eu poderei fazer no aparelho. Por isso, minha expectativa é poder chegar e desempenhar o meu papel, dando o meu melhor (...) Acho que o salto e a barra fixa são os meus aparelhos mais fortes, embora esteja treinando forte em todos os seis. No salto, argolas e paralelas também chegarei com chances de brigar pelo pódio - afirmou Caio, considerado o melhor ginasta generalista do Brasil.

Para Arthur Nory, o Mundial de Liverpool tem um sabor ainda mais especial: o de poder retomar um lugar entre os favoritos pelo título na barra fixa, prova na qual foi medalha de ouro o Mundial de 2019. Após a frustração de ficar fora da final em 2021, Nory chega com muita expectativa para a competição na cidade inglesa.

- Espero retornar ao cenário internacional com mais uma final na barra fixa. Além disso, busco uma final por equipes e deixar o Brasil no top 8 do mundo - disse o atleta, que faturou duas medalhas de ouro, por equipes e no solo, nos Jogos Sul-Americanos.

Nory disse ainda que não sabe o total de aparelhos que competirá em Liverpool:

- Certeza mesmo apenas da barra fixa. Na prova por equipes, a configuração final será definida mais próximo da competição - finalizou.