Em ação milionária, DIS consegue bloquear contas do Santos

·1 min de leitura


A DIS conseguiu na Justiça o bloqueio das contas do Santos em uma ação com valor de R$ 11.904.945,00 por dívida do clube ainda sobre a transferência do atacante André para o Dínamo de Kiev, em 2010. O jogador foi vendido por 8 milhões de Euros (R$ 17, 7 milhões na cotação da época).

A DIS tinha direito a 25% do valor da transferência, mas alegou não ter recebido. Na busca da Justiça, foram encontrados R$ 124.688,31 em uma conta no Banco BMG, que já foram transferidos para uma conta judicial e colocados à disposição da DIS.

O Santos entrou com recurso questionando a aplicação de juros de 1% no valor da dívida, mas no dia 7 de janeiro a juíza Camila Rodrigues Borges de Azevedo, da 19ª vara do Foro Central Cível de São Paulo, indeferiu o pedido e transferiu o valor para a conta judicial.

O Santos negocia um acordo com a DIS desde o início do ano passado. As conversas chegaram a evoluir no final do ano, mas foram paralisadas na virada para 2022. Novos encontros devem acontecer nas próximas semanas.

André foi revelado nas categorias de base e formou uma dupla de muito sucesso com Neymar em 2010. Ele foi vice-artilheiro do Paulista e da Copa do Brasil naquele ano, ambas competições conquistadas pelo Peixe. Ele fez 97 jogos e 41 gols com a camisa do Santos. Seu último clube foi o Sport na temporada passada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos