Em 2023, Cruzeiro mira premiação duas vezes maior que dessa temporada

Em 2022, time celeste faturou R$ 2,5 milhões com o título da Série B e acumulou pouco mais de R$ 7 milhões com a Copa do Brasil  - (Foto: Staff Images/Cruzeiro)


De volta à Série A do Campeonato Brasileiro, para a próxima temporada, o Cruzeiro visa a permanência na elite, além de chegar às oitavas de final da Copa do Brasil. Caso atinja todas as metas, a Raposa garantirá uma premiação duas vezes superior à de 2022, sem contar as cotas de televisão.

No ano que passou, o Cruzeiro faturou R$ 2,5 milhões com o título da Série B, além de acumular acumulou R$ 7.67 milhões ao ser eliminado diante do Fluminense, nas oitavas da Copa do Brasil. Acontece que na elite todas as posições, exceto as quatro últimas, recebem - o que daria ao Cruzeiro um recurso maior.

A título de exemplo, o Cuiabá, 16º colocado (projeção mínima para o Cruzeiro) na temporada passada, faturou R$ 15 milhões. Vale lembrar que os valores das premiações ainda não foram divulgados pela CBF.

Portanto, caso repita o desempenho na competição eliminatória, o time estrelado ganharia R$ 4,9 milhões, que somados aos R$ 15 milhões da 16ª colocação, totalizariam R$ 19,9 milhões em premiações. É importante ressaltar que, uma vez campeã da Série B, a Raposa entra a partir da terceira fase da Copa do Brasil, e assim como no Brasileirão, a CBF não divulgou os valores do torneio.