Eliud Kipchoge comemora derrota para mil corredores em Paris

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Quantas provas de 5km existem no mundo? Inúmeras. Mas a que foi realizada no último domingo (31), em Paris, teve três atrativos inigualáveis:

1. Marcar os mil dias para a abertura das Olimpíadas de Paris;

2. Correr com Eliud Kipchoge, bicampeão olímpico e recordista da maratona; e

3. O corredor que chegasse na frente do queniano uma vaga na maratona que vai ser realizada após a prova olímpica.

A prova, que aconteceu na Champs Élysées, no coração de Paris, contou com mais de 3.600 participantes. Kipchoge, campeão na Rio-2016 e Tóquio-2020, foi o último a largar e com uma desvantagem de tempo. Quando o queniano, recordista mundial da maratona, terminou a corrida, mil corredores já tinham cruzado a linha de chegada e garantindo seu lugar na maratona olímpica não oficial.

“Esta é a primeira vez que estou feliz por ter perdido”, disse Kipchoge após a provam, que fechou a prova, em piso de paralelepípedo, em menos de 14 minutos. “Minha derrota é uma vitória para várias centenas de pessoas que espero encontrar em 2024 aqui em Paris”.

Embaixador dos Jogos de Paris-2024, Kipchoge não tem certeza se vai competir nas próximas Olimpíadas.

O Comitê Organizador das Olimpíadas de Paris planeja promover mais uma ou duas corridas para o público em geral para que mais pessoas possam se qualificar para a maratona olímpica não oficial. Mas ainda não há nenhuma definição. (Iúri Totti)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos