Eliminatórias Sul-Americanas voltam após sete meses de pausa

·3 minuto de leitura

Após uma pausa de sete meses, as Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022 retornam nesta semana com a sétima rodada, com destaque para o duelo entre Argentina e Chile, na quinta-feira.

A seletiva regional para o Mundial do Catar, que concede quatro vagas diretas e uma quinta para jogar um mata-mata contra um time de outro continente, tem o Brasil como líder, 12 pontos, seguido pela Argentina com 10. Logo atrás estão Equador com 9, Paraguai e Uruguai com 6 cada, Chile e Colômbia com 4 pontos, Venezuela com 3 e Bolívia e Peru fecham as posições com uma unidade cada.

O retorno das eliminatórias ocorre depois que a Fifa suspendeu a quinta e a sexta rodadas em março devido à pandemia de covid-19 que está atingindo a América do Sul, a região que mais sofre em 2021. Essa partidas serão reprogramadas para setembro e outubro deste ano.

Na retomada da competição, a equipe argentina receberá os chilenos a partir das 21h local (mesmo horário de Brasília) no novo estádio Unico Madre de Ciudades em Santiago del Estero, inaugurado este ano e que seria uma das sedes do Copa América que o país tinha planejado organizar junto com a Colômbia e que finalmente será realizada no Brasil.

A ocasião para Messi e companhia é ideal para somar três novos pontos contra um time chileno em que o uruguaio Martín Lasarte estreia como treinador, substituindo o colombiano Reinaldo Rueda que deixou o cargo no final de 2020 para assumir na Colômbia.

Além disso, os visitantes não contarão com o atacante Arturo Vidal, internado em Santiago por covid-19.

O confornto que abre a rodada é nesta quinta, às 17h, nos 3.600 metros de altitude de La Paz, com Bolívia e Venezuela em busca de pontuação para não se distanciarem dos líderes.

- Partida difícil no Centenario -

Logo depois, às 19h, o Estádio Centenário, em Montevidéu, os uruguaios encaram os paraguaios, ambos precisando da vitória para se estabelecer na parte superior da tabela.

Ainda nesta quinta, em Lima, será a estreia de Reinaldo Rueda à frente da seleção colombiana, que precisa mudar de ritmo depois das duas últimas derrotas (3 a 0 para o Uruguai, em Barranquilla, e 6 a 1 diante do Equador, em Quito) que custaram a demissão do treinador português Carlos Queiroz.

A equipe peruana é a lanterna do torneio com único ponto e precisa desesperadamente da vitória se quiser continuar sonhando em repetir a façanha de se classificar para uma Copa do Mundo, como fez para a Rússia em 2018 contra todas as probabilidades.

Na sexta-feira, na partida que fechará a rodada a ser disputada em Porto Alegre, a Seleção Brasileira buscará manter sua invencibilidade contra um Equador que tem mostrado categoria para brigar por uma vaga na Copa do Mundo.

- Partidas da sétima rodada das Eliminatórias Sul-Americanas:

Quinta-feira

La Paz (17H00): Bolívia - Venezuela

Montevidéu (19H00): Uruguai - Paraguai

Santiago del Estero (21H00): Argentina - Chile

Lima (23H00): Peru - Colômbia

Sexta-feira

Porto Alegre (21H30): Brasil - Equador

Classificação:

- Pts J V E D Gp Gc

1. Brasil 12 4 4 0 0 12 2

2. Argentina 10 4 3 1 0 6 2

3. Equador 9 4 3 0 1 13 6

4. Paraguai 6 4 1 3 0 6 5

5. Uruguai 6 4 2 0 2 7 7

6. Chile 4 4 1 1 2 6 6

7. Colômbia 4 4 1 1 2 6 11

8. Venezuela 3 4 1 0 3 2 6

9. Peru 1 4 0 1 3 4 10

10. Bolívia 1 4 0 1 3 5 12

Oitava rodada, terça-feira, 8 de junho:

Quito (18H00): Equador - Peru

Caracas (19H30): Venezuela - Uruguai

Barranquilla (20H00): Colômbia - Argentina

Assunção (21H30): Paraguai - Brasil

Santiago (22H30): Chile - Bolívia

ma/ol

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos